Adultos implantados e Fonoterapia

generico3

Quando algum adulto vem conversar comigo, antes de submeter-se à cirurgia de implante coclear, quase sempre me perguntam se fazer reabilitação auditiva é importante.

Diferentemente das crianças, que estão em fase de aprendizado, é comum as pessoas acharem que adultos já sabem tudo e não tem necessidade de aprender mais nada. Especialmente algo “natural” como ouvir.

O que muita gente não é sabe é que o bom resultado com qualquer prótese auditiva depende de uma boa adaptação com essa prótese, pois dificilmente alguém consegue colocar um aparelho na orelha, seja ele comum ou implantado, e sair ouvindo bem e perfeitamente com ele, igualmente seria se ouvisse normalmente com seus ouvidos naturais.

Bom, se nem mesmo nos casos de aparelhos comuns, que são amplificadores de som (ou seja, apenas aumentam o volume dos sons, de acordo com as necessidades de cada usuário) a adaptação costuma ser imediata, imagine no caso de uma prótese que cria artificialmente a percepção auditiva, através de estímulos elétricos, como é o processo do implante coclear?

Nessa hora, a presença de um profissional qualificado, que orienta e trabalha em conjunto com o usuário, pode representar a diferença clara entre o sucesso e o fracasso da adaptação auditiva daquela pessoa.

O trabalho da fonoaudióloga é bem extenso. Ela vai trabalhar a percepção, atenção e discriminação, tão importantes para a compreensão auditiva. Através de exercícios, estímulos e muita conversa – sim, conversar é parte da terapia para que ela compreenda as suas dificuldades e necessidades – durante as sessões, que podem ser uma, duas ou três vezes por semana, conforme as necessidades de cada caso.

Exercícios de fala também podem entrar na pauta, se a pessoa quiser melhorar a qualidade da dicção. Afinal, como sabemos, é comum pessoas com deficiência auditiva terem distorções causadas pela falta o baixa qualidade de feedback de manutenção da fala.

Então, respondendo a pergunta que me fazem: se eu acho importante um adulto fazer fono depois de realizar a cirurgia de implante coclear?
Eu acho fundamental!!

Não apenas por todas as razões descritas acima, mas também, pela segurança e conforto emocional de ter o apoio de alguém que sabe melhor do que você sobre o aparelho que você usa e a condição em que você se encontra. As fonos não são apenas profissionais que nos ajudam, são anjos de guarda que tornam a nossa jornada de (re)encontro sonoro um caminho muito mais fácil e agradável para se trilhar.

Beijinhos sonoros,

Lak

5 palpites

  1. .ana cecilia disse:

    Oi Lak tudo bem?
    Perdi a audiçao há 8 meses, assim como vc sem diagnostico, porém havia passado por uns probleminhas creio eu que possa ser o motivo.Conheci o blog recente adoro, estou lendo tudo e amei vc pessoa, maneira que escreve tudo! Fiz IC 24/2/2016 farei ativaçao 31/03. Tambem estou sendo beneficiada com algumas questoes que a cada leitura me abrange mais conhecimento dessa nova fase da minha vida.
    Desde ja um grande abraço em agradecimento por proporcionar tudo isso e mais um pouco.
    Amei conhecer e lendo da impressao de uma conversa sinto como uma amiga.Beijão grande!
    Deus abençoe!

    • Lak Lobato disse:

      Que delícia ler seu relato, Ana Cecília. Espero que você tenha uma ativação tranquila e que logo esteja ouvindo todas as coisas que te der vontade. Desejo que o IC seja uma jornada maravilhosa que só venha a acrescentar na sua vida. Sinta-se em casa aqui no DNO. Beijinhos sonoros

  2. .ana cecilia disse:

    Ohh que amor…me sinto em casa a partir de já! Todo esse conhecimento que tenho tido através do blog tem alcançado tbm meus familiares e amigos pois vida nova pra nós todos! Muito lindo ter você aqui conosco! Bejinhos