Aparelho auditivo implantável

Vocês se lembram quando eu falei do aparelho auditivo invisivel (que eu confundi com um IC totalmente implantável, mas fui prontamente corrigida, trata-se de um AASI totalmente interno e que não desliga).

Pois é, é uma tecnologia relativamente nova, começando a ser introduzida no mercado. E que deixou um monte de gente antenada e interessadissima, visto que muita gente deixa de usar o AASI por ser visível (e por eventuais limitações como não poder ser usado para nadar).

Mas, o mais incrível desse post, foi que a mãe de um rapaz que recebeu esse aparelho comentou aqui no DNO contando a história do filho dela. Ficamos aguardando a ativação pra ler o relato deles… Suprezinha mesmo.

Segue abaixo a aventura do Henrique, contada na voz da mãe Nita, de retornar ao som de uma maneira super moderna e, por que não, inusitada?

Bom, Henrique nasceu com surdez severa e apenas com 2 anos e pouco, depois de vários exames descobrimos que ele era surdo.Minha gravidez correu normal e não temos caso na família,mas pouco tempo atras descobri que tive citomegalovirus e que não soube quando, já que foi assintomático. Concluimos que pode ter sido na gravidez do Henrique e, consequentemente, a causa da surdez dele.

Aí começou a batalha,colocamos aparelho retroauricular e tivemos que ensiná-lo falar e compreender o sentido das palavras.
Fui até um centro de apoio para aprender lidar com ele. Ele começou a ler,escrever e falar ao mesmo tempo, enquanto as outras crianças falavam e sabiam o que estavam falando. Ele nunca repetiu de ano na escola e com 14 anos mandei ele estudar em Florianópolis, pois eu moro no interior de Santa Catarina e aqui o estudo não é muito adequado. Minha filha já tinha ido e no seguinte do Henrique, foi meu filho Felipe, um ano mais no
vo.

Ele fez o segundo grau lá e quando me disse que ia fazer engenharia civil fiquei achando estranho porque ele sempre dizia que gostaria de estudar curar pessoas. Não falei nada e ele fez engenharia até o terceiro ano e depois decidiu que faria medicina e que não tinha feito antes por medo de não poder escutar e auscutar.

Agora ele está no terceiro ano de medicina e estava meio desesperado por não conseguia ouvir com o esteto.
Tenho um irmão otorrino que me falou nesse implante, que neste ano iria num congresso e falaria mais sobre isso. Quando falei isso ao Henrique, ele ficou maluco,procurou na internet e descobriu o site e o contato no Brasil, mandou um e-mail e o Dr. Ricardo Ferreira Bento, responsável aqui no Brasil, respondeu e pediu uma audiometria para avaliar se seria possivel fazer no caso dele. A resposta foi positiva e marcamos uma consulta em São Paulo, onde repetiram muitos exames  para confirmar.

A cirurgia foi marcada dia 11 de janeiro e foi muito tranquilo, ficou um dia no HC e voltou ao retorno 2 dias depois.Eles implantaram o aparelho e depois de 15 dias fomos lá tirar os pontos. Dois meses depois, foi a ativação, com a Dra Mariana Hausen, assistente do médico, a fono Isabela Jardim e uma engenheira americana.

Agora é gradativo,ele tem um controle para aumentar ou diminuir o som , mas já está ouvindo e volta no final de junho para nova programação no chip, só então ele deverá ouvir na totalidade.
Estamos muito felizes e esperamos que a ANVISA libere o quanto antes esta cirurgia para poder beneficiar muito mais pessoas. Não sei te dizer qual foi os critérios de escolha, eles apenas sabiam que ele fazia medicina.

Henrique com a mãe, Nita, momentos antes da cirurgia

Que bela história, heim? Torcendo muito por eles!!

E, confessem aí, alguém se animou com esse aparelho?? Se servisse pro meu caso… ai ai

Beijinhos sonoros

Lak

57 palpites

  1. Nita disse:

    Já havia comentado anteriormente,mas quero dizer que ele está ouvindo muito bem e até pediu para o irmão baixar o som da TV.Tenho falado com ele por telefone e ñ tenho percebido dificuladade em ele escutar.A totalidade do som é gradativa,ele aumenta conforme se sente bem e ainda vai haver uma nova programação em Junho para ficar ainda melhor.
    Abraços e esperança à todas as pessoas q têm necessidade de uma tecnologia como essa,aposto q muito em breve teremos mais novidades.

    Bjs

  2. zuleid disse:

    Que linda esta história!
    Henrique, tenho certeza que você ouvirá coisas maravilhosas ao longo de sua vida profissional, mas nunca se esqueça que foram as palavras de incentivo de sua família que lhe fizeram ser capaz de sorrir de forma tão aberta em todas as fotos, desde o berço!
    Lak, você me fez muito feliz com esta história, obrigada!

  3. Kali disse:

    Mais uma história muito legal!!!!
    Mais uma família sensacional ajudando a mostrar que apesar de as limitações físicas serem muitas vezes inevitáveis, as limitações sócioafetivoaculturais são, e devem ser, superáveis!

    Mais uma pessoa aqui torcendo pelo Henrique!

    Beijosss

  4. Maíra disse:

    Muito interessante e que graça este menino! Vai ser um sucesso na profissão!! Adorei a reportagem!
    beijinhos

  5. Kali disse:

    Ops! Foi mal! 😳

    Mas nada como muito amor no coração prá dar um puxãozinho de orelhas e, na sequencia fazer um carinho, né? Adorei a coisa do metafísico! rsrsrsrs 😉

    beijocas

  6. Nita disse:

    Esse aparelho é indicado para pessoas com perda severa neurosensorial não progressiva.Ele nasceu assim e não perdeu audição ao longo da vida.Pode até vir a perder com a idade,como acontece com quase todo mundo,porém isso já é outro departamento.Eu levei audiometrias antigas,bem antigas ,para comprovar que ele não teve perda.Todo ano ele faz e eu sempre guardei tudo,isso ajudou muito.

    Bjs

  7. David disse:

    Oi Lak,
    Olha eu palpitando aqui de novo… logo pego o jeito e aí, me aguenta (rsrsrs)

    Linda a história do Henrique. Com certeza será um sucesso, torcemos pra ele.

    Quando “ouvi” sobre este implante há um tempo atrás (se não me engano é o Esteem da Envoy), o coração pulsou forte e, logo fui atrás de informação. Enviei e-mail para o HC e a resposta é que realmente não é igual ao IC . Segundo a informação na época o IC é mais “potente”. A Dra. que me respondeu na época (não me lembro o nome) disse que o Esteem é para perdas moderadas.

    Segue abaixo link de reportagem sobre o Esteem publicada na revista época de 24/09/2009.

    Segue também link de video sobre o implante.

    Bjs.

    http://www.implante coclear.org. br/noticias_ detalhes. asp?id=64

    http://revistaepoca .globo.com/ Revista/Epoca/ 0,,EMI95118- 15257,00- ADEUS+APARELHO+ DE+SURDEZ. html

    • laklobato disse:

      Nossa, David. Que contribuição e tanto!! Valeu mesmo!!
      Alias, realmente não pode ser igual ao IC, por um detalhe, o Esteem amplifica o som, enquanto o IC conduz. Portanto, Esteem deve ser indicado pra quem tem boa discriminação com a protese convencional, o que não é o caso de quem precisa do IC. Eu, por exemplo, não discrimino quase nada com a prótese. Já com o IC, discrimino quase tudo!!
      Beijão enorme e obrigada mesmo pelas informações.

  8. SôRamires disse:

    Que bom saber de outras soluções porque como dizem os que sabem da coisa “cada caso é um caso”…fico felicíssima com o progresso do conhecimento e desejo que cada vez mais equipamentos estejam ao alcance de todos. 🙂 🙂 🙂

  9. Nita disse:

    Dear Mr. Melo,

    Estou enviando a seguir as orientações gerais necessários.

    Apesar do fato de que eu posso te dar uma resposta definitiva para sua pergunta específica, antes que você possa ver o seu mais recente teste audiométrico que peço-lhe para enviar um anexo via e-mail para o meu endereço abaixo.

    Estima O dispositivo é indicado para pacientes com perda auditiva que preencham os seguintes critérios:
    • Mínimo de 18 anos
    • Perda Auditiva estável
    • perda auditiva neurossensorial de leve a grave dentro do intervalo indicado pelo audiométricos em nossa brochura e no nosso site.
    • Diferença por via aérea / óssea cabo um indicativo de perda auditiva condutiva ou mista avaliada por um cirurgião
    • Percentagem de inteligibilidade minutos menos do que os 40%
    • tubo de Eustáquio funções normalmente
    • membrana timpânica normal
    • Anatomia da orelha média normal
    • espaço suficiente para o plantio Esteem ®, conforme determinado pela tomografia computadorizada

    Espero que minha resposta foi bastante abrangente.

    Atenciosamente,

    Eva Khoury

    Olá,este email,com tradução do italiano para o p o portugues,foi uma resposta da envoy da Itáila,qdo o Henrique mandou com tradução para o italiano,sobre os critérios para o imlante.

    bjs

  10. Leila disse:

    Que espetacular! Muitos sucessos p/ Henrique!
    Viva a medicina e seus milagres!

    Beijocas.

  11. carol disse:

    é eu fiquei sabendo desse aparelho mesmo. gostei mais desse do que o do implante coclear. mas acho que vou esperar mais um pouco.. esperar a anvisa liberar e fazer novos avanços tecnológicos..
    mas hein lak.. q história linda essa do henrique!! linda 😀 …

  12. Se servisse pro meu caso eu também acho que nem pensaria muito kkkkk!!! Mas AINDA BEM que pro nosso caso, ainda existe o IC não é mesmo?rs

  13. Claire disse:

    eu fiquei curiosa por este aparelho invisivel

    aguardo mais noticias
    dia 13 de abril terei consulta com o meu otorrino
    beijos

  14. Elaine disse:

    Minha filha, foi uma das selecionadas para esta cirurgia,quando vi a notícia na revista Época, entramos em contato com a equipe de otorrino do HC e obtivemos a resposta imediatamente, com toda a atenção da Dra Mariana H. Pinna. A Ana Beatriz não nasceu surda, ela perdeu a audição quando estava com 15 anos, sua perda é neurosensorial e bilateral, porém estável.A cirurgia foi realizada no dia 13 de janeiro de 2010 no HC com o Dr. Ricardo e toda a sua equipe, no dia 10 de março voltamos a São Paulo, no consultório da fono Dra Isabela para a tivação do aparelho, e até agora estamos muito felizes com o resultado, a Ana fala que esta uma maravilha, ela escuta quase todos os sons que antes , eram imperceptíveis para ela.Nos somos de Conselheiro Lafaiete, MG.

  15. ALADIA disse:

    Que aparelho é esse?
    Por acaso é o BAHA?
    Tenho um filho deficiente auditivo por condução.
    Este aparelho é utilizado neste caso?
    O SUS faz essa cirurguia como faz do IC?

    • laklobato disse:

      Não, esse é o Esteem. É pra quem tem perda neurossensorial pelo que entendi. Pra quem tem perda de condição, o indicado é o Baha, mas o Baha tem parte externa. Não sei se o SUS cobre o Baha, mas sei que este, totalmente implantável, não está ainda totalmente acessivel no mercado.
      De resto, procure um otorrino para te informar adequadamente. Ou então, mande um email para a equipe do HC da USP, que você consegue em: http://www.implantecoclear.org.br
      Boa sorte.
      Abraço

  16. Nita disse:

    Olá!
    Queria perguntar para Elaine se a sua filha está usando no A ,B ou C e em que volume,se tem ruidos ou não.O meu filho Henrique disse q no A 4 dá um certo ruído então a Dra.Mariana disse que é normal e que na próxima vez vão fazer outra regulagem e que vai melhorar.
    Abraços

  17. Elaine disse:

    Nita, como vai?
    A Ana Beatriz me falou o seguinte: – A: ela quase não usa porque mesmo no volume 4 ele faz muito ruido e no volume 6 então é impossivel.
    – B: é o que ela mais usa no volume 4 se colocar no 6 da alguns ruidos.
    – C: é o que ela usa algumas vezes porque não da nenhum ruido nem no volume de 4 a 6.
    Ela ficou testando alguns dias qual seria o melhor programa A,B ou C. E me disse que o aparelho funciona melhor e sem ruidos nos programas B e C no volume 4. Mas o mais usado é o B. A Dra Mariana disse o memso que na proxima vez vão fazer outra regulagem deve aumentar o som e diminuir ruidos. Assim fica meio dificil de explicar, você tem algum outro meio de contato para conversarmos melhor?
    Abraços…

  18. Nita disse:

    Elaine,obrigada por responder as minhas perguntas.Tenho email
    nitamelo@superig.com.br e tenho orkut,se vc tiver pode me achar como Nita Dircksen.
    Vou repassar ao meu filho,infelizmente ele ñ mora comigo porque estuda em Florianópolis.Queria saber se vc conheceu a Bruna,ela fez o implante e ativou antes do Henrique no dia 10/03 e ela ia internar porque ñ tinha cicatrizado o corte,mas no resto tudo certo.Mandei email mas ela ñ respondeu,faz tempo,já estou preocupada!
    Abraços…

  19. Ana Beatriz disse:

    Oi Nita é a Ana Beatriz filha da Elaine.
    Minha mãe não tem orkut por isso eu te adicionei la…ok ???

    Abraços

  20. Nita disse:

    Olá!
    Sabado passado eu e meu marido estávamos em casa almoçando e quem aparece de surpresa?O Henrique e a namorada!
    Mas o que eu quero falar é que fiquei surpresa com a dicção do Henrique.Antes do implante eu percebia uma certa ¨diferença¨ na voz dele,até tinha falado que ele deveria fazer mais um pouco de fono.Fiquei pasma,a voz dele soa como um sonho aos meus ouvidos…ñ dá para perceber mais a diferença,estou muito feliz e agora em junho têm nova programação,aí vai melhorar os ruídos e tal.O processo é lento,leva seis meses para alcançar o resultado desejado,segundo a Dra. mariana.
    Como diz a Lak:

    beijinhos sonoros

  21. Luiz Fonseca disse:

    Olá, Lak, o que quis dizer será que é este nome, rsrsr
    Então gostaria de uma informação que este é o IC, ou o implante igual da revista Epoca? tbm tenho um grau de entender se podemos trocar a conversa no msn pessoalmente? Pois fiz o IC, e ajudou muito desde os dois anos de uso, do que o aparelho analogico e agora é que estou interessado fazer no ouvido direito com aparelho auditivo invisivel.
    Aguardo a eventual tua resposta.

    Luiz Augusto

    • laklobato disse:

      Luiz, segundo meu informei, o Esteem ainda não foi aprovado pela ANVISA. Portanto, salvo quem participou do estudo em carater de teste, ainda não é possível adquirí-lo, especialmente pelo SUS. Se vc já usa o IC e o Esteem seria apenas auxiliar, acho que, nesse caso, talvez o médico indicasse sim. Mas é opinião de leiga e não tenho como garantir nada. A questão é, sem a aprovação da Anvisa, nem pelo SUS nem pelo Convênio se consegue!!
      Abração

  22. Luiz Fonseca disse:

    gostaria de trocar msn com vc, para garantir contato?

  23. Luiz Fonseca disse:

    De nada, estou sempre on line a trabalho das 8:30 as 18hs, bjus apareça, para podemos conhecer melhor o mundo das tecnologia que é pra ouvir.

  24. maria josé disse:

    Nita,

    Querida amiga, estamos muito interessados em saber mais informações sobre
    esta nova tecnica de captação de ruídos.
    Precisamos do seu contato.
    Favor responder esta mensagem.
    Maria José ( Rio de Janeiro)

  25. Rafael disse:

    Nita,

    Gostaria de saber se o Henrique já fez a nova programação ? Melhorou, como foi ?

    Att

    Rafael

  26. Nita disse:

    Respondendo primeiro a Maria José.A captação de ruídos é normal até um ano apos a cirurgia por causa de resíduos que serão eliminados aos poucos.Estivemos em SP dia 15/06 para novos ajustes,aliás a Dra. Mariana,assistente do Dr. Ricardo ferreira Bento comentou que viu o Henrique neste blog.
    Agora respondendo o Rafael,em parte já respondi,mas quero dizer que ele teve um ganho maior de aproximadamente 30% em relação à programação anterior e só ñ pode aumenter mais porque ele têm hipertrofia de corneto,desvio de sépto e rinite.Está com cirurgia marcada para resolver este problema que atrapalha na audição e em agosto terá nova programação.
    Desculpem eu ñ ter mais dado notícias,ando trabalhando muito para uma vernissage que vou fazer em novembro.
    Qdo eu for em agosto vou pedir permissão para divulgar aqui meus vídeos feitos durante todo o processo,ok?

    Abraços

    Nita

  27. patricia disse:

    olá meu nome é Patricia e tenho dois filhos um de 11anos e a bruna que completou 03 anos agora quando ela tinha 01 ano e meio troquei de pediatra 05 vezes pois questionava sobre o comportamento da bruna mas eles diziam que estava tdo bem ate que levei ela num otorrino e foi confirmada a perda total da audição hoje em dia ela nao consegue se adpitar com o aprelho auditivo e eu entrei pelo sus para consegir o implante coclear que ela ja foi chamada e é candidata ao implante, mas confesso que não me agradei desse implante ficando por fora e ao ler sobre o seu filho chorei muito na frente do pc..por favor podes me mandar mais informações sobre esta cirurgia?? como é? pois a Bruna esta tendo aulas com a fono e faz alguns sons fala ate mamama e nene mas somente isto quem sabe agora sem querer procurando depoimenos pois minha monografia de final do meu curso estou fazendo sobre a historia da Bruna e como é importante o teste da orelhinha no qual não fui orientada que foi uuma pena…estou tão anciosa que não para mais de escrever por favor me mande noticias falando mais sobre este implante aguardo resposta.Obrigada amei conhecer o Henrique.

    • laklobato disse:

      Até onde eu fui informada, ela está em fase experimental e não está acessível à população ainda.
      Mas não serve para quem tem perda total, porque necessita de audição residual a ser ampliada pelo aparelho implantado.
      Se sua filha é candidata ao IC, ela precisa de audição a ser produzida também, o que o IC pode fazer.
      Preocupação com estética nessa hora só agrava o problema. Em meninas, o cabelo esconde completamente a parte externa.
      Em todo caso, se ainda assim você preferir tentar o Esteem, somente no ano que vem ele estará no mercado e ai, se eu souber, informo aqui onde poderão conseguir melhor informações. Abraços.

  28. maria disse:

    oi so para constar eu tenho um filho com perda unilateral eu tenho uma dificuldade muito grande em lidar com ele, eu nao tenho muitas condiçoes financeiras, meu sonho seria colocar ele em uma escola particular ja que geralmente as professoras nao entende pois ele e muito agitado e bate em quase todas as crianças,e ate as professoras pegambruscamente nele ate ja deixaram um beliscao nele mas como ele nao sabe explicar elas falam que foi as crianças ,mas eu entendo tudo que ele diz e me doi muito por nao poder fazer mais entao abraço meu filho bem forte e sempre digo que o amo ,estou na fila pra conseguir aparelho ,mas ate hoje nada sofro muito por ele muitas vezes choro calada.fui procurar a coselheira da escola para falar sobre a agreçao ela falou que a professora e otima e passou meu filho pra uma psicologa senda que a vitima foi ele .ate a proxima so queria desabafar

    • laklobato disse:

      Maria, eu acho que um psicologo faria bem pro seu filho sim. Até porque perda unilateral não afeta tanto assim. Ele pode ser agitado por outros motivos. Psicologos não são só pra criança-problema, servem também para crianças assustadas ou até que sofrem agressão na escola, por exemplo.
      Se o seu sonho é colocá-lo numa escola particular, tente conseguir uma bolsa de estudos. Muita gente consegue, vale a pena tentar.
      Abraço

  29. Nita Dircksen melo disse:

    Olá!
    Eu aqui novamente,depois de bastante tempo.Me desculpem,mas tive problemas pessoais sérios.
    Bom,estamos aguardando o contato da Dra. Mariana para marcar a segunda cirurgia do Henrique.Ele vai ter que reimplantar pois teve problemas de fibrose e o som ñ pode ser aumentado como deveria.
    Um abraço à todos.

    Nita