Implantados não são ouvintes!

Imagem de um bebê loirinho, com claros olhos azuis, de perfil.  Ele sorri docemente, deixando a mostra seus dentes de leite típicos de bebês. Ele veste um macacão jeans e uma camiseta vermelha. Na orelha, está preso a parte externa do implante coclear: antena presa à cabeça e um aparelho atrás da orelha, preso por um anel de silicone. Um desenho foi aplicado de forma que se possa visualizar a parte interna do IC. Antena receptora, transmissor, feixes de eletrodos e terra. O desenho mostra também o ouvido interno e a cóclea preenchida pelo feixe de eletrodos.Eu adoro o implante coclear! Sério! Não apenas gosto de poder ouvir. Adoro que o implante coclear exista, porque é através dele que posso escutar. E eu gosto, gosto muito, de cada som que o IC me proporciona.

Escuto o barulho do mar, da chuva, do telefone tocando, atendo e falo com pessoas queridas, resolvo problemas de trabalho, resolvo a minha vida ouvindo e falando.

Mas, é importante falar uma coisa, porque as pessoas tem muita dificuldade de entender isso: implantados não são ouvintes.

“A Lak é uma chata que nunca está satisfeita com nada!”. Não, desculpem, a Lak é chata, mas não se trata de um caso de insatisfação. Eu estou mais que satisfeita e agradecida por poder ouvir através do implante coclear. Mas, ainda assim, implantados não são ouvintes!

Essa idéia de que o IC cura a surdez é equivocada e é um equivoco que realmente atrapalha. Desde a cirurgia!

A primeira coisa que as pessoas precisam entender é que ninguém sai da cirurgia ouvindo. Leva semanas para que tenhamos acesso aos estímulos elétricos convertidos em sons. E pouca gente tem o privilégio de sair da ativação do IC entendendo grandes coisas. A maioria estranha escutar através dele e nos primeiros dias, parece que tudo o que ouvimos é chiado, barulho incompreensível e, (até esse termo já ouvi): som de estática.

Depois do período de aprendizado, que pode ser bem demorado, podendo chegar a anos, para um implantado ter total autonomia ao telefone – o que inclusive pode nem acontecer – adivinhe: implantados continuam NÃO sendo ouvintes.

O implante coclear é uma tecnologia maravilhosa, incrível, que permite que um surdo tenha acesso aos sons. Mas ela é exatamente isso, uma tecnologia. E está reproduzindo um sentido biológico que o ser humano tem: reconhecer ondas sonoras como percepção auditiva.

Um implantado ouve bem, mas de forma um pouco mais limitada que um ouvinte comum. Começa que há frequências que o implante coclear nem capta, então é possível que algumas coisas passem despercebidos. Além disso, ele não tem a mesma capacidade que o cérebro humano, portanto, é difícil separar todos os sons com a mesma absoluta clareza que um normouvinte percebe todos os sons ambientes. Além do mais, a percepção auditiva de alguém que ficou anos sem ouvir muito bem, pode ser mais lenta ou até menos afiada. Por exemplo, se eu estiver aqui escrevendo no meu blog e alguém me chamar com o tom de voz relativamente baixo e não estiver muito próxima de mim, é bem provável que meu cérebro nem perceba o chamado, ainda que eu entenda perfeitamente a voz nessa altura/distância. Outra coisa: o implante coclear depende de pilha, bateria, peças. Pode ser que alguma hora a gente fique sem tudo isso (porque acabou de acordar, porque está tomando banho, porque acabou a pilha ou pifou alguma peça) e nós voltamos ao nosso estado biológico de surdo.

Sem falar que é um aparelho e, as vezes, cansa ficar com ele na orelha e nos damos ao direito de não usar por alguns momentos, algumas horas, um dia da semana, etc..

Numa reunião com várias pessoas falando, os sons se fundem e pode ser que muita coisa passe despercebida. Portanto, se um implantado te pedir ajuda para entender o que estão falando, não ache que é burrice, preguiça ou má vontade. Provavelmente, é limitação do implante, que processa todas as vozes ao mesmo tempo e o som ficou confuso!

Enfim, apenas falando disso, porque é preciso realmente entender que usar o implante coclear não cura a surdez e que é preciso respeitar o fato que continuamos sendo deficientes auditivos.

Se alguém quiser comentar mais situações em que os ouvintes tenham tido dificuldade de compreender que embora implantados, não somos exatamente ouvintes, vou dando update no texto.

Beijinhos sonoros,

Lak

27 palpites

  1. soramires disse:

    QUANTO MAIS ESCLARECIMENTOS MELHOR…até a gente que usa próteses às vezes esquece QUE NÃO É MAIS OUVINTE…BASTA ACABAR PILHA/BATERIA, BASTA QUEBRAR ALGUM COMPONENTE DA PRÓTESE E A REALIDADE FALA MAIS ALTO, SOMOS SURDOS!

  2. QUANTO MAIS ESCLARECIMENTOS MELHOR…até a gente que usa próteses às vezes esquece QUE NÃO É MAIS OUVINTE…BASTA ACABAR PILHA/BATERIA, BASTA QUEBRAR ALGUM COMPONENTE DA PRÓTESE E A REALIDADE FALA MAIS ALTO, SOMOS SURDOS!

  3. Tiago Fabri Tiago Fabri disse:

    Muito bom e sóbrio o texto… Cada dia venho aprendendo mais… E a maneira cono VC escreve e descreve nos passas as sensações…
    Parabéns lak… Um prazer ter VC no meu circulo de amizades

  4. Tiago Fabri Tiago Fabri disse:

    Falando nisso, a respeito de freqüências audíveis ou não audíveis por limitação do IC… Existe alguma dificuldade digamos “intransponível” para um implantado aprender a toca violão..?

  5. Lak Lobato Lak Lobato disse:

    Oi, Tiago. Obrigada pelo carinho. Então, o IC só capta até 8.000 mHtz. acima disso, são poucos os felizardos que conseguem ouvir. Muitos implantados tocam instrumentos, mas não sei te explicar se precisa de alguma adaptação especial. Beijos

  6. Tiago Fabri Tiago Fabri disse:

    Opa.. Obrigada pela elucidação lak.. Se achar algo posto aqui

  7. marcia santos disse:

    Sabe que ler isso me ajudou . As vezes quando não ouço bem, ao telefone por exemplo, fico pensando que sou eu que não me esforço o bastante. Tem pessoas que eu entendo perfeitamente, já outras, não entendo nada. Teve um caso que eu cheguei a dizer que me entendi melhor com o computador do auto atendimento, pois entendi o que era dito, já a atendente, não consegui.E vou fazer 3 anos de ativada em abril. Já consegui muitas vitórias, pois assim considero cada som que eu possa ouvir. Beijinhos. Muito obrigado pelo artigo.

    • Lak Lobato disse:

      Marcia, foi pensando nos seus comentários no grupo de implantados que me inspirei a escrever esse post. De fato, podemos ouvir bem, mas ainda somos deficientes auditivos. E é bom lembrar a sociedade disso. Beijinhos

  8. JULIANO disse:

    Bom dia Lak! Meu nome é Juliano, hoje tenho 37 anos. Apenas para compartilhar minha recente experiência: Perdi a audição em novembro de 2013, portanto, há apenas um ano e dois meses em decorrência de uma Meningite bacteriana. Fiz o IC em fevereiro de 2013 e a ativação em março. Retornei as atividades profissionais em Junho do mesmo ano. O problema, é que atuo na área comercial de um seguradora onde a comunicação, seja pessoalmente ou por telefone, é de fundamental importância para o bom andamento das atividades. Tive uma ótima resposta ao IC, me comunico bem e falo muito bem ao telefone, desde que a qualidade da ligação seja boa. Óbvio, que em muito momentos tive dificuldades como as relatadas por você no texto acima, fui tratado como se tivesse a obrigação de compreender tudo como se ouvisse normalmente. Um dos momentos mais constrangedores na minha recente experiência como deficiente auditivo, foi quando em um dia de muito calor, 5 minutos antes de uma reunião com equipes de trabalho da vários estados, meu IC simplesmente parou de funcionar (Sou bilateral mas devido a sequela da Meningite só o lado direito funcionou) devido ao suor que entrou no aparelho, a combinação entre componentes eletrônicos e água nunca deu certo… rsrs… Resultado: recentemente recebi a informação de que serei demitido em breve. A conclusão que cheguei, é que de fato as pessoas imaginam que o implantado é um ouvinte normal e que não existe nenhuma dificuldade para nós. Falta muita informação para que as pessoas compreendam nosso desafio diário em ter que “fazer de conta” que somos ouvintes. Tenha um ótimo dia!!!

    • Lak Lobato disse:

      Exatamente, Juliano. Falta uma compreensão clara de que implantados são deficientes auditivos. Lamento pela sua demissão, de verdade. Acho deplorável que empresas descartem funcionários pelo fato de terem adquirido uma deficiência, em vez de adaptar o trabalho à nova condição dele. Só posso te desejar boa sorte nessa nova empreitada da vida e que logo você encontre outro trabalho que comporte as suas limitações. Certeza que, independentemente de você ouvir bem ou não, é um excelente profissional!
      Grande abraço!

  9. gilma disse:

    A Fernanda ela fala muito bem no telefone comigo. Até no telefone residencial qie é super difícil de entender eu consigo falar com ela. Só que eu vejo que tem amigas que no telefone ela não consegue entender. Aí vc fica pensando porque será? Por isso é bom ver as pessoas comentando do IC, para as mães entederem melhor os seus filhos. Até hoje parece que ela não presta atenção nos sons, primeiro eu tenho que falar o seu nome pra depois falar o que eu quero, se não ela não entendi e fala aãh. Mas se eu chamar pelo nome e fala ela respondi sem leitura labial. Ela até hoje não consegue ficar atenta para os sons do dia a dia, ..

    • Lak Lobato disse:

      Pois é, apesar de ouvirmos bem com o IC, biologicamente, somos deficientes auditivos e, por isso, tem diferenças na maneira de perceber o som sim.
      Beijinhos

  10. ItaEstela Awensztern disse:

    Surdo há muito tempo quando n havia o implante coclear sempre era surdo e com o implante é um surdo ouvinte.
    muito diferente do sentido visão.jAs pessoas usam óculos mas não são cegas.São deficientes visuais por que cego nunca vai usar óculos.
    Lak tem sentido o meu comentário? Passei entender melhor sobre a capacidade de ouvir com o implante que vou ativar dia 14/1 e tá chegando…..ansiedade….medo de não ter muito aproveitamento.Coisas que talvez todos têm. 🙂

    • Lak Lobato disse:

      Tem sim, Ita. É que é uma categoria a parte. Não são surdos no sentido que não ouvem o tempo todo. Mas também não são ouvintes. Temos limitações auditivas mesmo usando o IC e tendo o melhor resultado possível com ele. O IC ajuda, mas não cura surdez nenhuma. Bejios

  11. ItaEstela Awensztern disse:

    deixei um comentário e publiquei ,mas foi deletado!
    Beijos (sonoros-isso é seu) Lak

  12. Lak, hj fiz a cirurgia do implante… Que eu possa ouvir como vc…. Bjs.

  13. Lak Lobato Lak Lobato disse:

    Que linda! Espero que você se sinta tão feliz quanto eu, isso que é o mais importante… hehehe quem sabe, ouvindo até melhor? Beijinhos e boa recuperação…

  14. Olá Tiago Fabri, tenho dois anos e meio, meu papai é músico, ele toca bateria, podemos sim tocar violão, ou qualquer instrumento musical, a questão está na hora de fazer a afinação do instrumento, precisara treinar muito mais que uma pessoa ouvinte por exemplo, mas com paciência e dedicação papai e mamãe acham possível sim apurarmos nossa audição, caso não consiga, sempre teremos um amigo ne, afinal temos sorte!!!

  15. Andrea Sobral disse:

    Lá sua colocação e perfeita…….Quando preciso usar algum serviço especial no banco por exemplo, todo mundo me olha estranho já que visualmente a Maryana num apresenta nenhuma deficiência e fala pelos cotovelos. Precisamos esclarecer mais esse assunto. Bjs

  16. Oi Lak Lobato, minha filha fez o implante e ligou dia 14 estamos muito felizes com isso, mas ainda ela está no nível 1, estou muito ansiosa com elas tala, obrigada por suas informações, beijinhos

  17. Obrigada pela dica. Vou escrever sobre isso. Só adianto: muita paciência! 🙂 é bom proveito

  18. Tiago disse:

    A cirurgia é apenas o começo, não esqueça que a terapia fonoaudiológica é um ponto de extrema importância.