Outro vídeo de surdo oralizado se apresentando

Quando postei o vídeo do Raul aqui, vários outros surdos oralizados se manifestaram falando que também queriam gravar vídeos exibindo a própria voz. Afinal, nós fomos criados para ter vergonha do fato da nossa voz não ser igual a de ouvinte. Uma coisa absurda, já que tem muito ouvinte com voz horrorosa e disturbio de fala, mas que não é perseguido feito nós. Porque, inclusive, a perseguição conosco vem de todos os lados: dos ouvintes que estranham, dos surdos que defendem que deveriamos usar só e tão só a língua de sinais, de pais de crianças implantadas cedo, que escapam do sotaque e que olham com nojo do fato da gente ter sotaque (não, não vou passar a mão na cabeça e ser compreensiva, as crianças implantadas cedo, hoje em dia, só não tem o nosso sotaque por causa da tecnologia que NÃO, não estava acessível na nossa época, portanto, um pouco de respeito pelo que o que essas crianças poderiam se tornar não faria mal nenhum: uma vez que somos pessoas que estudaram, trabalham, pagam conta, ajudam outras pessoas, igualzinho a qualquer um), de profissionais que se preocupam apenas com a estética da fala e não com o conteúdo do que dizemos, etc.

E o resultado disso é gente que é perfeitamente capaz de falar e se fazer entender, gente que tem muito o que dizer, gente que vale a pena ser ouvida, perder tempo sentindo vergonha de si mesmo e deixando de falar o que precisa ser dito.

Enfim, segue o vídeo do Guilherme Goldstein Chazan, que já contou a história dele aqui no DNO.

Beijinhos sonoros,

Lak

8 palpites

  1. Eliane disse:

    Amei, voz bonita e embora até tenha um pouquinho de nervosismo no início, isso foi desaparecendo dando lugar a uma calma seguida nitidez e clareza!!! Fico feliz em ver cada vez mais a coragem de encarar os medos e conquistar novos espaços. Parabéns! 🙂

  2. Wellington Alves disse:

    Muito bom o vídeo, está de parabéns! Falar em público pode ser difícil pra qualquer um, mesmo quem não tem problema de dicção passa por isso. O segredo é andar semrpe com um vidrinho de óleo de peroba no bolso e mandar a vergonha pra longe!
    Abraços e até mais!

  3. Marcelo P disse:

    Fantástico!
    Gostei muito do vídeo!
    Conheci o Guilherme em no encontrão em Porto Alegre/RS em junho desse ano, e tive a oportunidade de poder conversar com ele, admiro muito a força de vontade dele
    Abraços!

  4. Mariana disse:

    hahaha que fofo, esse guigui! Muito bom ele ter podido fazer as atividades do ditado tranquilamente. Para mim, isso era bem sofrível, mesmo usando os AASI. Vou ver se me apresento também, mas estou com uma cabeça à mil que acho que só faria quando estiver mais tranquila. Morro de vergonha, mas quero entrar nessa onda também, hihi. Beijocas, Lak!

  5. Raul disse:

    Aeee! \o/

    Valeu Chazan, você é o cara! 😀 😛