Ouvindo música com o Nucleus 6

ouvindo-musica-com-implante-coclearAntigamente, eu costumava fazer dezenas de posts em relação à música. Porque ouvir música – hoje tenho coragem de admitir – era a coisa que eu mais sentia falta. Eu achava que sentia falta das vozes das pessoas, o que é verdade. Mas ficar sem ouvir música foi a coisa mais dolorosa que eu tive que suportar, nesses meus 20 e tantos anos de surdez.

Acabei perdendo o hábito de fazer textos muito pessoais, porque chega uma hora que falar de si mesmo deixa de ser tão interessante. Mas, hoje escrevo para falar sobre as percepções que tive e tenho com os modelos diferentes de aparelhos da marca que uso, a Cochlear.

Não sei falar muito sobre ouvir música com o aparelho Freedom, porque só usei esse aparelho no lado que eu tenho menos eletrodos, menos percepção de som e que provavelmente já nasceu com má formação (ou foi mais afetado pela doença que tive, sei lá). Mas, ouvi música com o Nucleus 5 por 3 anos e agora tenho tido oportunidade de ouvir através do Nucleus 6.

Uma das coisas que o N6 tem de mais especial é a conectividade, que permite que a gente ouça música através do Phone Clip, do Mini Mic (para conectar no celular, por exemplo, seria necessário usar um cabo) ou pelo TV Streamer (se você ouvir música via TV).

Até fiz um vídeo falado sobre o Phone Clip e sobre a delícia que é o som ser enviado diretamente para o aparelho sem precisar de cabo. E que, no caso de quem é bilateral como eu, o som é enviado simultaneamente em estéreo para os dois aparelhos, o que permite uma compreensão muito melhor da música, dos instrumentos, da voz do cantor, etc.

Mesmo sem o Phone Clip,  percebi algo especial no N6 – e só posso falar por mim, porque sei que os resultados sempre variam de pessoa para pessoa – com ele, eu percebo melhor quando existe uma música ambiente. Com o N5, nos 3 anos em que usei, eu quase sempre achava que música ambiente era um ruído. Com o N6, eu reconheço música ambiente como música (quando o volume permite, porque se estiver muito baixo, eu tenho a predisposição de ignorar). Outro dia, estava voltando de ônibus executivo do Aeroporto de Guarulhos para o Aeroporto de Congonhas e começou a tocar Papa Don’t Preach, música da Madonna. Não apenas eu reconheci a melodia de imediato, como consegui acompanhar perfeitamente a letra. Fiquei até emocionada com esse reconhecimento tão aleatório.

É claro que ter 6 anos de implantada, sendo 3 deles como bilateral e com excelente discriminação da linguagem ajuda. Faz parte do amadurecimento da memória auditiva. Mas, acredito que o Nucleus 6 me dá uma percepção melhor de música e da própria linguagem. Sons agudos como o S, eram mais difíceis de reconhecer. Hoje, eu reconheço bem até quando eu mesma erro e falo o S com som de X (em parte porque sou carioca e tenho um resquício de sotaque).

Não posso garantir que todo mundo teria a mesma habilidade de reconhecimento que eu. Mas, falo com sinceridade quando digo que a qualidade de som do Nucleus 6, para mim, soa melhor do que a do modelo anterior.

De qualquer forma, sei que não é todo mundo que tem oportunidade de fazer upgrade do processador. Mas, para quem tem e está em dúvida, acredito que vale a troca, heim?

Beijinhos sonoros,

Lak

5 palpites

  1. soramires disse:

    que delícia poder ouvir música de verdade, não um amontoado de sons…quando fiquei surda meu maior medo era não poder mais ouvir música, o que por sorte não aconteceu. Fico muito feliz que você e outras pessoas possam ter ótimos resultados com o IC…e torço para que a tecnologia avance cada vez mais.

  2. que delícia poder ouvir música de verdade, não um amontoado de sons…quando fiquei surda meu maior medo era não poder mais ouvir música, o que por sorte não aconteceu. Fico muito feliz que você e outras pessoas possam ter ótimos resultados com o IC…e torço para que a tecnologia avance cada vez mais.

  3. Robert rocker 50's disse:

    Estou com o nucleus 5 ativo desde 04 de novembro. Já passei por vários programas e, neste de agora, estou começando a me sentir bem ouvindo músicas com o cabo de áudio. Está em meu ouvido esquerdo. Já passo horas, dentro da madrugada, ouvinddo muito rock’n roll com o bichinho. Uso também o fone nas duas orelhas. Na orelha direita estou com aparelho comum mesmo. A coisa vai indo bem.

  4. Nossa to querendo esse apatelho pra minha filha ….