Desculpe, não ouvi!

Happy Birthday

Hoje foi aniversário de 90 anos do avô do Edu.  E, tenho que confessar, se for pra viver tudo isso, tem que ser que nem o Vô João. Pra ter uma idéia, da vez...

Arte sobre rodas

Um pouquinho de outros universos do mundo… Inspirado ícones do design como a cadeira lounge de Charles e Ray Eames, o artista austríaco, David Pompa criou incríveis cadeiras de roda baseadas em móveis famosos....

Memória audiovisual

Hoje de manhã, me deparei com um email do Rogério, autor do Blog do Negão.  Isso porque ele, ao ler sobre sinestesia aqui no blog, ficou me devendo um relato sobre o tema. Quando...

O ônibus, a deusa e o salgadinho

*o título do post é paródia consciente com Crônicas de Nárnia Era a primeira vez que eu iria viajar de ônibus sozinha, pois apesar de já ter viajado sozinha, sempre ia de avião, porque...

A linguagem do tato – parte 3

A linguagem do tato – parte 3

**Soyez Patient, petit bonhomme!! (Tenha paciencia, queridinho), que esse texto é longo!! Algumas coisas que a gente faz, sem propósito nenhum, podem gerar resultados jamais esperados. Quando eu era criança, no local onde meus...

O último romântico

Tem um cara aqui no meu trabalho que adora pegar no meu pé. Tendo chance, ele me zoa.  Já colocou bilhete de “Em Manutenção” no meu computador. Tentou ‘matar’ minha ariranha de pelúcia. E...

30 minutos do mundo vistos através dos meus ouvidos

  Meio dia e meia, saio pra almoçar. Meia hora de almoço já foi, mas não ligo. Quando se tem duas horas de almoço, a gente desperdiça sem dó. Tenho vontade de almoçar sozinha,...

Dicionário de Cama

* O título é apenas uma homenagem ao filme Dicionário de Cama (Sleeping Dicionary) de Guy Jenkin. Não tem muito a ver com o tema do post. Embora a maioria das pessoas tenham o hábito...

Pesadelo em andamento.

Que todo mundo tem pavor de pandemias, não se discute. Quem é que não se incomoda com a idéia de ficar doente ou ver alguém que gosta gravemente enfermo (acho até que é pior)?...

Aprender francês através da leitura labial

Aprender francês através da leitura labial

Quando eu tinha uns 17, 18 anos, vi um grupo de dança, com bailarinos cadeirantes se apresentando na TV. Uma das bailarinas (o nome dela me fugiu agora), disse uma frase, que ficou marcada...