Proibida a passagem de usuários de Implantes Cocleares

Eu já tinha lido muito comentário de implantado sobre os detectores de metais dos aeroportos. Inclusive, avisam que a gente deveria desligar antes de passar porque, reza a lenda, algumas vezes desprograma o processador da fala (parte externa).

Mas eu ainda não tinha tirado a teima, já que desde a cirurgia, ainda não tinha viajado.

Ontem, foi a primeira vez que eu tive o prazer. Chegando no aeroporto, a primeira coisa que leio no detector de metal é o aviso: Equipamento não indicado para portadores de marcapasso e implantes cocleares.

Viro para a guarda e aviso: Moça, sou implantada.

Ela sorriu e disse: Por favor, sua carteirinha de implantada e a passagem.

Entreguei e ela avisou a moça que estava do outro lado do detector: “Ela usa implante coclear”. Ai elas chamaram um terceiro oficial e avisaram: “Implante coclear”.

Nisso, a moça que me atendia disse: Olha, passa por ai (apontado pra uma passagem por fora do detector). – Mas continuou na posse da minha passagem e carteirinha.

O  rapaz que veio falar com elas, também parecia não saber o que fazer. Respondeu: E eu faço o que? Acho que tem que pedir pro supervisor.

Ai começam a discutir os três “você vai lá? não! você vai! não! tá, eu vou!”

Nisso, o rapaz se conformou e foi até a sala do supervisor, pra perguntar como ele deve proceder, porque a impressão que tive era que era um fato inédito. Aí ele berra de lá de dentro da sala: O implante é visivel?

Eu estava de cabelo solto, né? Porque sempre escondo o implante por medida de segurança. Respondi que sim e tirei ele da cabeça, mostrando pras moças. Uma delas berra de volta: É visivel sim.

Dai eles me devolvem carteirinha e passagem e dizem: Está liberada, pode ir.

Falei pro Edu: Ah, se eu soubesse que não seria revistada nem manualmente, podia ter trazido a AK-47 que eu tenho em casa.

Edu me olhou feio e disse: Não brinca com essas coisas na frente da policia, sua tonta.

hihihi

Beijinhos portenhos,

Lak

32 palpites

  1. Lak,

    Ri. Mas ri muito. Pela situação. Por imaginar tua expressão. Mas principalmente ri de raiva pelo despreparo deste pessoal (que não tem culpa!). Culpa mesmo temos todos. Que nem sempre cobramos de nossas autoridades que leis e portarias sejam devidamente informadas, capacitadas e sobretudo que tenham infraestrutura para assegurar que sejam cumpridas.
    Ora! Se não podes passar pelo detector de metais os individuos precisam saber “de forma educada, humana e discreta” qual procedimento e atitude tomar.

    De qualquer forma a parte da AK-47 merece destaque! Da próxima vez quem sabe “ela” não passa? Afinal muitas com certeza já passaram sem que o detector de metais “implantados” tenha percebido!

    Bj

    Lizandra,

    pS.: Toninha “ganhou” o ASI do Clínicas, novinho, SIEMENS. Afinal “direito é direito”.

    • laklobato disse:

      Adorei que ela ganhou o AASI. Espero que esteja gostando de usar. Confesso que sofri no começo, mas depois a gente acostuma. Ajuda muito no pré-implante!!
      Beijinhos

  2. Judy disse:

    Oi, Lak! Aproveita pra trazer muamba, hehehe.

    Affs, que funcionários mais sem noção! E se o implante não fosse visível, será que o chefe ia querer abrir a sua cabeça? E sendo visível te torna pura, diáfana e bem intencionada, não paga nem revista manual? Que louco!

    Excelente viagem para vocês! 😀

  3. fabiana disse:

    Interessante que eles colocam o aviso, mas não sabem como devem proceder 👿 . Se você voltar daqui a alguns meses e as mesmas pessoas atenderem, farão a mesma coisa.”Verei como poderei estar procedendo senhora” rss 😐 😮 Divirta-se Lakinha ! !

  4. Simone disse:

    Oi!
    Nossa, Lak, precisa ter uma carteira de implantada? Como é isso? Dá para entrar em detalhes sobre isso?
    Boa viagem, Lak.
    Beijooos.
    Simone.

    • laklobato disse:

      Sim, todo implantado tem carteira de implantado. Vem junto com o implante… Certissimo pedirem. Melhor que pedirem pra ver e passar a mão na cabeça pra confirmar, né? Hehehe
      Beijos

  5. SôRamires disse:

    O Marcus fez um comentário sobre o fato de implantado não passar por esses equipamentos. Mas é incrível o despreparo dessa gente!

    Feliz estada em Buenos Aires e que o calor não estrague a viagem. Eu fugi de lá faz uma semana.

  6. Rogério disse:

    Sei que você passou raiva, mas não pude deixar de rir. Você não levou pelo lado positivo: a exclusividade. Só fiquei na dúvida quanto aos portadores de marcapasso: eles têm que mostrar também? O despreparo se manifesta em diversas frentes, e comigo ocorreu o inverso. Há alguns anos tentei entrar numa agência do Banco do Brasil, e aquela maldita portinha giratória teimava em travar. Tirei carteira, moedas, celular, chaves, e a portinha xexelenta continuava travando. Cheguei a tirar a fivela do cinto, e nada. Aí me veio a idéia de dizer para o guarda que o motivo devia ser a platina que foi implantada no meu crânio (nunca fiz implante nem de cabelo, e olha que nesse quesito eu estou bem necessitado), e foi moleza: o cara liberou a porta na hora. Ainda bem que ele não me pediu nenhuma carteirinha.
    Beijos

  7. Já passei muito por isso porque uso marcapasso! Hoje não acontece mais porque o modelo não tem mais essas restrições, mas por uns 13 anos foi assim. Tinha horas que eu só ria, tinha horas que sentia raiva… Paguei muito mico em porta de banco, tentando fazer o vigia entender o porque de eu não poder passar na porta giratória… Mas em detectores de metal como de aeroporto, não tive problemas. Sempre vinha algum funcionário com um detector menor e passava em volta do corpo, menos próximo ao marcapasso…
    Beijo!

  8. Renata disse:

    Oi Lak, esse povo é bem lesadinho heheheh, mas vc e o Jairo andam nuns perrengues, como disse lá seria cômico se não fosse trágico. Mas vamos a luta porque a ignorância é forte. beijos

  9. Olivia disse:

    Hola Lak… beijinhos portenhos??? Vc tá em Buenos Aires??? Como é que vc não me avisou para pelo menos tomar um cafezinho???? :((((((

    Poxa, eu gostaria muito de lhe conhecer. Si ainda estiver por aqui me mande um mail e assim a gente se encontra. Moro num lugar bonito.

    Beijos

  10. Lívia disse:

    Oi Lak!
    Veja mtos tangos ai por mim… amo tangos… amo dançar tangos… e coleciono estatuetas de casais dançando tango… rsrs…
    Bom, essa do aeroporto também foi assim comigo qdo voei de CWB para POA. Do mesmo jeitinho… eles seguram a carteirinha, ficam indecisos, somem e depois voltam e pedem para olhar bolsas e o IC… Na ida nao me pediram para desligar, mas no voo de volta ,sim. Cada um à sua maneira e a gente fica feito boba… Mas nao gostei de desligar o IC… Eita… os sons vindos do “bichinho” fazem falta !!! Bjos!

    • laklobato disse:

      Eu não desligo. Ele não afeta o vôo e eu dependo disso. Mesma coisa que mandarem um usuário de marcapasso desligá-lo. Direito meu, pois trata-se de algo que eu necessito para sobreviver (imagine num acidente aereo e eu com o IC desligado).
      Beijinhos

  11. Jairo Marques disse:

    Quero muamba, quero muamba, quero muamba!!!! Beijocas brasileñas

  12. Olá, primeiro passagem por aqui, com certeza vou voltar mais vezes.
    Gostei de tudo, do estilo,do bom humor.Está de parabéns!
    Excelente viagem pra você, fico aguardando como todo mundo o episódio do retorno 🙂 😀

  13. Alessandra Vidaurre disse:

    Oi Lak, com o Felipe eu nunca tive problemas… eles sempre pegam a carteirinha, anotam numa folha la deles, ele passa ao lado e passam o detecto manual no corpinho dele. Mas isso em viagens internas.
    Em março vou levá-lo para sua primeira viagem internacional… te conto depois como foi.
    Aproviete Buenos Aires.
    Ale

  14. Armando Austregesilo disse:

    Querida, enfim mando meu primeiro comentário (nem sabia antes como fazê-lo, rsrsrs). Vejo que ser implantada tem trazido mais novidades do que imaginava a princípio, mas como sempre vc transforma situações inusitadas em puro humor. Te admiro muito, bjs, Armando

  15. Alessandra Vidaurre disse:

    Pode deixar que conto como foi com ele no aero sim… e também quando apresentá-lo para o Mickey e afins. A irmã só fala sobre isso com ele (e ele responde com cara de paisagem).
    Mas vc tb precisa nos contar as novidades de sua primeira viagem com o IC.
    To louca para saber.
    Bjs
    Ale

  16. silvia disse:

    ola Lak!! Fico muito feliz que só tem melhorado as informacoes e tratamento… No inicio era muito complicado, mas o nro de implantados tem crescido muito e nada melhor que isso para que estes profissionais se atualizem e tratem os implantados com o respeito que tambem merecem…. beijocas

    • laklobato disse:

      Silvia, nos modelos mais modernos, dá pra passar no detector de metais de aeroporto sem problema nenhum. Mas fica a critério do usuário. Quem prefere não passar, tem esse direito garantido por lei. Tendo carteirinha, melhor. Do contrário, acho que basta mostrar o IC.
      Beijos