Sexta-feira livre: Para falar de aniversários!

Eu não me lembro de todos os meus aniversários, claro. O primeiro que me lembro é o de seis anos. A gente estava de mudança para SP e passou meu aniversário num hotel. Minha mãe colocou um incenso (é, na falta de vela, valia o que tinha a mão) num bolo de mel para cantar “Parabéns pra você”. Engraçado como essa lembrança me agrada. Adoro lembrar do cheiro do incenso misturado ao bolo de mel. É uma lembrança new age, sabe?

Depois desse, me lembro de praticamente todos, porque sempre tive uma certa obcessão pelo meu aniversário. Lembro de um que minha mãe contratou um grupo de teatro pra animar a festa. Lembro de outro que minha avó (já falecida) fez pirulitos de chocolate em forma de botão de rosas para animar o bolo.

Lembro de outro cuja festa foi um monte de gente que eu nem conhecia. E outro que passei com dois amigos. Lembro da minha festa surpresa aos 16 anos, que não acreditaram que eu era surda e ficaram me pentelhando a festa toda.

Eu comecei a namorar meu ex, no dia do meu aniversário. E também conheci o Edu pessoalmente, noutro aniversário.

Já comemorei ele com a melhor companhia do mundo e completamente sozinha… Faz parte de ter uma vida boa e plena.

Há 23 anos, eu passei meu primeiro aniversário em silêncio, depois de perder a audição em fevereiro. Eu lembro que estava triste, porque  não queria esse silêncio. Teve uma festa animada, mas dentro de mim, morava uma sensação de vazio quase sufocante.

No ano seguinte, ja tinha passado tempo suficiente pra eu me conformar e tudo bem. E cada vez mais, aquela sensação dava lugar a uma outra visão do  mundo.

23 anos depois, daquele aniversario, confesso que a sensação que sinto hoje é parecida – meu aniversário é amanhã, dia 10 – como se aquela sensação de sufoco estivesse vindo à tona de uma vez só, pelos 22 anos que ficou sendo ignorada num canto.

Eu sei que deveria estar feliz, afinal é o meu primeiro aniversário como cyber-ouvinte, mas em vez disso, só sinto pavor e nem sei por que. Sinto vontade de chorar por todos os aniversários em que estive presa dentro de uma bolha silenciosa, vontade de pegar uma marreta e quebrá-la em milhões de pedaços. Uma raiva retroativa do tempo que tive que me acostumar com o que não devia.

No mais, deixando a raiva de lado, o sabor de saber que ouvirei de novo, neste dia, não tem preço!

Eu amo o Implante Coclear!

Beijinhos sonoros,

Lak

32 palpites

  1. Paula disse:

    Divido esses sentimentos com você. O meu aniversário é dia 11! Parabéns pra nós. Beijos.

  2. Parabéns pra vc.E tudo é nessa vida é adaptação e readaptação.
    Desejo de presente pra você muitas surpresas boas nessa redescoberta dos sons,pra vc conseguir quebrar em pedacinhos de uma vez por todas essa bolha de raiva reotroativa.
    Você merece tudo de bom e mais um pouco!Parabénssss!!!!(bem estridente que é como é a minha voz quando eu falo alto…hahahaha)

  3. SôRamires disse:

    Minina, fiquei arrepiada e meus zoinhos estão chovendo. Como é bonito ver que você não se nega emoções e sensações.

  4. Jairo Marques disse:

    Lak, que texto delicioso de ler e de sentir…. até a furia do final, ficou poética, intrigante, envolvente. Amanhã, como tenho feito sempre desde que te connheci, vou te “cantar parabéns”…. Adoro suas confusões do presente e respeito…. não vou ser chatonildo contigo, mas a tendência de pilhar a “liberdade” de hoje socando o que foi o passado, a meu ver, pode ser perigosa. Somos o que somos pela trajetória que passamos, pelas experiências que vivemos…. Gosto demais de vc pela que vc FOI e pelo que vc é… beijoss 😀

    • laklobato disse:

      Eu sei, não seria a pessoa que sou hoje, sem a minha historia… Mas não vejo pq fingir que não sinto raiva. É um estagio desse renascimento, daqui a pouco passa. E saborear cada emoção, boa ou ruim, é parte importante do processo. Ora, por que fingir é tudo um mar de rosas? Prefiro ser sincera!!
      Beijocas

  5. Juliana Toro disse:

    Me fez chorar de feliz aqui! =,) eu não gosto do meu aniversário, fico quieta e melancólica.Mas o seu eu comemoro com vc! =D Que cantem parabéns muitas vezes, em alto e bom som!!

    Parabéns querida!
    beijãozão no coração! =D

    Juju

  6. Sun Melody disse:

    Parabéns Lak,

    muitas felicidades nesta tua nova fase da vida é o que mais desejo a esta menina tão aguerrida e sensível. Continua assim, sempre autêntica.

    Se não me vir na sua festa devido à distância que nos separa, então estarei presente em espírito!

    🙂

    Beijos sonoros!
    Alice

  7. leandro kdeira disse:

    Eita “muié” que consegue sensibilizar seus leitores,através das palavras
    Até a raiva do final do texto ficou “biiinita”.
    Felicidades sempre pra vc,pessoa especial!
    bJoOO

  8. Andressa Engel disse:

    Comecei a ler o seu post, e fui sentindo todas as emoções relatadas por vc, tbém tive vontade de te dar uma forcinha, pegar uma marreta tbém….rsrrsr. Esse vai ser o seu primeiro níver depois de muitos anos de silêncio e o meu o primeiro no silêncio…mas vou fechar os olhos e sentir a vibração da cantoria em meu coração…vou sentir falta dos telefonemas…
    Bom, pelo pouco q sei de v pelo blog dá p perceber que vc eh ariana e das boas…feliz níver p vc Lak, que Papai do Céu te proteja, te ilumine todos os dias da sua vida…e que vc lute sempre pelos seus sonhos…Felicidades mil.
    Bjus

  9. Judy disse:

    Lak, sentimentos agridoces…

    A raiva pelas perdas e o ganho dos próximos aniversários.

    Espero que a sensação agoniante passe logo, depois de ser vivida na plenitude! E depois, se não puder ser tudo doce, fique com o agridoce, que é pungente, mas também é bom.

    Desejo a você um feliz ano, ciclo que se inicia.

    Beijos

  10. Julia disse:

    Lak! muitas expectativas, muitas recordações e algo novo a ser vivido! Aposto que teremos um post maravilhoso depois dessas grande festa cheio de felicidade! beijao e feliz aniversario!!!

  11. Bruna disse:

    Lak, como sei que você não é de ficar se lamentando, acho perfeitamente normal sentir raiva por algo assim. Só não deixe a raiva tomar conta que tudo fica certo.
    Adoro vc, teus textos, tuas histórias muito por me ver um pouco em vc, e também pela tua sinceridade ao falar dos sentimentos. Raiva não é bom, mas fazer o que se a gente sente, não é?
    Te desejo um aniversário lindo, sonoro, com muita felicidade.
    Bjs 🙂

  12. inês disse:

    Muitos parabéns, Lak, pelo teu aniversário, pela tua força e persistência, pelas tuas conquistas…Que esse seja o primeiro de muitos aniversários bem sonoros!!
    beijocas,
    Inês 🙂

  13. Simone disse:

    Lak, parabéns pelo seu aniversário! Deus abençoe grandemente a você!
    Que a festa de aniversário seja muuuuuuito sonora, uai. Já que está implantada, o “primeiro” aniversário deve ser beeeem inesquecível, e depois, vai ter muitos anos de vidaaaaaaa!…rss. 😀 😀 😀 😀
    Abraços e beijos,
    Simone.

  14. April disse:

    PARABÉNS você merece toda as felicidades que a vida ainda lhe reserva, guerreira e vencedora, é assim que lhe vejo, portanto não deve agora pensar com tristeza nos anos de silêncio que estão ficando para trás mas que sempre farão parte de sua história e que ajudaram a lhe fortalecer.
    Dia 15 é o meu aniversário e inicio uma nova fase da minha vida, parabéns e boa sorte para nós.
    bjs 😀

  15. Isaac Elias disse:

    PArabéns LAk, Sinceros desejos de paz e felicidade. Saiba que tenho compartilhado seus textos com algumas mães que tem crianças com algum tipo de dificuldade auditiva. Vc não sabe como tem sido emocionante compartihar com elas. Ninguém tem acesso a net, eu imprimo e lemos. Continue escrevendo. Tenha certeza, vc consegue mobilizar nossas emoções. Grande abraço. Felicidades.
    Elias

  16. zuleid disse:

    EBA!!!
    Parabéns minha querida!
    Sei que tô um tantinho atrasada, mas como por aqui o assunto “som e suas variações” estão sempre presentes, façamos de conta que minha mensagem é um eco que só tá chegando agora pra você!
    Lak, assim como o Isaac Elias ai de cima escreveu, você ajuda até quando não sabe. Eu estava na Alemanha estas ultimas semanas e vi uma garota com a prótese toda enfeitada com adesivos de estrelinhas e ao me aproximar vi que ela falava inglês, daí, não resisti e dei o endereço do DNO prá ela. Quem sabe daqui há pouco tenhamos postagens dela? Mas mesmo se não houver, tenho certeza que suas postagens estão fazendo eco naquela cabecinha que assim como a sua, também é cheia de personalidade pra mostrar “Uso prótese sim e daí?!”
    Lak, pegue o martelo e quebre sim esta redoma pra poder entrar todos os sons que estiveram longe de você neste período!
    Beijos!

%d blogueiros gostam disto: