Sobre o encontrinho de pais de crianças implantadas em São Paulo (SP)

Sábado, estive no 1º Encontro para crianças implantadas da Politec.
Vou falar (digo, escrever) pra vocês, sobre esse encontro…
Eu já tinha estado em alguns encontros de implantados, claro. Sempre falo da importância de participar desses encontros, para candidatos ao IC, pré e recém implantados trocarem figurinhas com os veteranos no implante. Claro que isso pode ser feito na internet, mas o contato ao vivo é diferente. Porque, por exemplo, mal se vê diferença na minha escrita na escrita de um ouvinte. Mas, pessoalmente, a minha voz pode soar diferente e isso ajuda na hora de ajustar as expectativas em relação ao IC…
Mas, o encontro de ontem foi diferente. Era basicamente voltado para pais. As crianças ficaram brincando com a equipe do Espaço Escuta e com outras crianças implantadas (e seus irmãos ouvintes). Pra elas, é importante esse tipo de convivência, porque nem todas estudam em escola onde tem outros ouvintes. E elas podem ter oportunidade de descobrir que não são as únicas crianças que usam um aparelho na orelha – a parte externa do IC. Esse tipo de identificação ajuda muito para a auto-estima delas.
Já os pais, tiveram oportunidade de conversar com outras pessoas em situação semelhantes à delas (ou dos filhos, no caso dos 3 adultos implantados que estavam lá).  Contar suas histórias, expor  suas dúvidas, ter acesso a informações importantes, como o Sistema FM, que ajuda MUITO as crianças implantadas e usuárias de aparelhos auditivos em sala de aula…
A pedido da Juliana, mãe do Diego, fiz um breve relato sobre a minha história e sobre o blog. Admito que meu pavor de falar em público ainda me atrapalha, mas agradeço a oportunidade desse “treino” com pessoas que entendem a minha condição hehehehe
Falei sobre o quanto o blog me ajudou e o quanto o IC me fez crescer como pessoa e me tornou um ser humano melhor, juntamente com o trabalho que realizo de divulgação  da causa dos surdos oralizados e implantados.
(momento de reflexão: saí de lá pensando como era minha vida antes do IC e como ela é agora. Sabe a sensação que tenho? É que mais do que me dar acesso aos sons, o IC me torna  mais conectada com a realidade. Como se antes eu vivesse a 2cm de distância do resto do mundo…)
De modo geral, eu acho que esses encontros são fundamentais. Tanto para as crianças quanto para os pais. Dou meu total apoio para que realizem mais e mais encontros de implantados pelo país afora…
E falando em encontros, o aniversário do DNO está chegando e será comemorado dia 14 de abril, às 17h30, no Shopping Paulista. No próximo post coloco a informação de maneira mais completa. Mas, please, já vão reservando a data!!

Beijinhos sonoros,

Lak

p.s. e o mais engraçado de tudo? Eu me apresentei pros pais sobre o DNO e a maioria já conhecia o blog hihihi Será que ainda não tenho plena consciência de que o DNO tem vida própria?

p.s.² Mas a melhor parte do encontro foi mostrar meu IC pro Diego e ele dar uma garagalhada

de contentamento, com tom de “Opa, você usa um aparelho igual ao meu, sis!”

 

6 palpites

  1. SôRamires disse:

    Lak, você tem feito muito pelos implantados e candidatos a implantes adultos e crianças, e dado informação importante e pessoal aos pais de crianças surdas.
    Dificilmente as pessoas que trabalham profissionalmente com surdez têm essa disposição e tempo para fazer isso que você faz.
    Nada como uma pessoa feliz com seu implante para ajudar a espantar medo e dúvidas. Claro que não se pode considerar o implante coclear como a solução única e universal para todo e qualquer caso de surdez.
    E você não alimenta lendas e mitos…leva em conta que cada caso é um caso e que os médicos e fonoaudiólogos são nossos aliados na procura das melhores soluções.
    Acho que você, a Paula do Crônicas e eu com o Sulp tentamos ajudar nossos amigos surdos divulgando informação. Amo nossos blogs! 😀 😀 😀

    • laklobato disse:

      é porque não tem dinheiro que pague o que só o entusiasmo alimentado pelo coração é capaz de produzir…

      E admito que nem sou o melhor caso de sucesso do IC, meu resultado seria considerado mediano, visto que eu ainda dependo da leitura labial. Só que, ainda que o IC não me permita tudo, ele me permite muito mais do que o silêncio jamais seria capaz de oferecer. Portanto, eu AMO o IC e o resultado dele…

      O DNO é um trabalho feito de corpo e alma, com as melhores intenções possíveis, porque eu não vendo o IC. Eu apenas digo que ele é uma possibilidade, que vale a pena para quem quer e que é capaz de transformar um surdo num “ouvinte cibernético”, através da tecnologia. Com todas as limitações tecnologicas comparada à audição biológica, mas com acesso real aos sons.

      Beijocas e obrigada pela mensagem

  2. Anne Dannielle disse:

    Olá Lak, conheci o blog através do Marcelo e do pessoal do ICB, sou fonoaudióloga e sou novata em tudo o que se diz sobre IC, mas confesso que cada relato, cada novidade me deixa emocionada e mais intusiasmada a buscar mais conhecimentos e fazer novas amizades com pessoas que já são implantadas e com as que estão ainda na expectativa de colocar um implante…espero poder um dia conhecer vcs pessoalmente…um beijo

    • laklobato disse:

      Então, se der, apareça no aniversário do DNO, dia 14 de abril, que será junto com o encontro do Assim Como Você, blog do jornalista da Folha de São Paulo, Jairo Marques, que é o padrinho deste blog.
      Beijocas

  3. Marcelo P disse:

    Pena que crianças da minha idade não podem participar, snif!
    Show de bola todos esses encontros, e que venham muitos por ai.
    Super beijo!