Você sabe contar?

O gostoso de fazer fonoterapia, quando se usa o Implante Coclear, é poder confirmar – sob o olhar crítico de um(a) especialista – o seu progresso real.

Quando  fazemos alguma coisa que muda os alicerces de quem somos, temos essa necessidade de saber que não é um esforço em vão, que vale a pena, que o saldo é positivo. Mas, dependendo da pessoa – meu caso – acaba dando uma dourada na pílula, porque sempre quer progresso real e imediato, o que nem sempre é possível.

Vira e mexe, alguém me pergunta se eu já consigo ouvir música e falar ao telefone. Como se essas fossem as únicas coisas importantes e que comprovassem que realmente o Implante serve para algo. Mas, já cansei de relatar aqui sons “menos importantes” que dão aquela sensação de prazer enorme.

Eu ouço música sim, embora não consiga compreender bem a letra. E falo ao telefone também, embora de forma sucinta e muita coisa seja compreendida à base da dedução. Mas isso, é uma questão de tempo e acho surrealista esperar que 23 anos de surdez sejam “curados” com 7 meses de implantada (sendo apenas 5 meses do implante ativado).

Hoje, a fono resolveu que os testes abertos (com pistas visuais) estavam  começando a ficar faceis demais e passamos para testes fechados (sem pistas visuais). Um deles, era ouvir o nome de qualquer objeto da sala. E no meio, ela falou meu nome – não, eu não pensei nele, já que nunca pensei em mim como um “objeto da sala”.

Outra, foi ouvir sequencias de numeros de 1 a 5, em qualquer ordem, com qualquer repetição. “Um dois três quatro cinco” “Um um um um um” “Cinco cinco dois dois dois” enfim, um contexto fechado, mas de forma bastante ampla. Advinhem, acertei 95% do teste. Sinal de que o cérebro já tenta ouvir mais do que deduzir. Otimo sinal, visto que mudar um hábito cerebral é complicado pra uma pessoa adulta.

Um progresso pequeno, mas uma sensação de realização imensa…

Como falei hoje, eu não preciso de audição pra nada – visto que construi uma vida plena sem audição nenhuma – portanto, longe de obrigações e expectativas, ouvir é apenas um desejo realizado e um prazer. E, quer saber? Vale a pena!

Beijinhos sonoros,

Lak

28 palpites

  1. Lu disse:

    Não, eu não vou falar “ai que legaaal” dessa vez!!! Hehehe
    Parabéns!!! Nossa, mto bom ler sobre cada coisa nova que você consegue ouvir!!! 😀
    Mas minha parte preferida do post foi o fim msm…. Você vivia muito bem sem ouvir, mas isso não te impediu de ir atrás de mais uma melhora na sua vida. Muita gente se acomoda com o “desse jeito tá bom” e não procura melhorar em mais nada…. E pra mim, limitação é isso: o “não querer”, não o “não poder” como muita gente pensa.
    Beijinhos e bom fim de semana!!!!

  2. Simone disse:

    Parabéns, Lak!
    Mas ainda há muito para resolver! Já vai chegar!
    Beijos de sua sempre admiradora,
    Simone.

  3. SôRamires disse:

    Hoje dei uma de fotógrafa na Av.Paulista:
    http://2.bp.blogspot.com/_ydGaV-6iaRw/S_bh5UH4SLI/AAAAAAAAAws/lmvtu86X4d0/s400/IMG_0026.JPG
    Fui levar panfletos do SULP e confraternizar com os deficientes que apareceram. Pouca gente mas insistente, assim como você.

  4. zuleid disse:

    Eu sei contar!
    2 (meses) + 5 (meses)= 1 vida plena prá você e prá nós que torcemos, vibramos, choramos e sorrimos com você!
    Milhões de beijos sonoríssimos!!!

  5. zuleid disse:

    Desculpe!! Plena não, Muito mais plena do que já era!
    Se é que eu posso considerar pleno e “pleno mais”!
    Me desculpem os puristas, mas não tô falando de regras gramaticais, tô falando das regras do coração!
    Mais beijos ainda!!

  6. Leila disse:

    Gostei do comentário da Lu.
    Parebéns pelo progresso, querida irmazinha gêmea. rs.

    Bjs

  7. Armando disse:

    Lakshmi, para vencer os desafios da vida temos que dar muito de nós mesmos, e nem sempre o resultado desejado é alcançado! Para vencer um desafio nosso próprio, na vida temos que dar tudo de nós mesmos, e nem sempre é suficiente! Continuo aprendendo a cada dia com seus relatos, te Amo! Armando.

  8. laklobato disse:

    Pois é… tinha gente reclamando aqui que vc nunca comentava, pai! Pronto, vc satisfez a expectativa alheia tb hahaha
    Beijos

  9. Eliane Lobato disse:

    Sabe que amo suas conquistas e seu amadurecimento, sua paciência
    sobretudo em explicar as pessoas que elas precisam compreender e esperar
    o seu ritmo, o seu tempo.
    Mas é muito bonito ver o seu progresso!!!! emocionante eu diria.
    Puxa que legal, ter “pai participando tb”
    Vc já se deu conta da dimensão do seu trabalho…doque vc representa pra cada um que te lê…sabe sua vida é tão intensa que expande essa alegria pra outras pessoas e, todos te amamos!!! 😳 😛

  10. Fga. Giana disse:

    😎 SEI COMO É DIFÍCIL E ANGUSTIANTE ESTAS CONQUISTAS. LEMBRE-SE MESMO QUE VOCÊ TENHA UM “OUVIDO BIÔNICO” ELE NÃO VAI TE DEVOLVER TODAS AS HABILIDADES DA AUDIÇÃO. HOJE JÁ EXISTE MUITOS PROGRAMAS NOS APARELHOS DIGIAIS E TAMBÉM RECURSOS IMPORTANTES. PROCURE CONHECER BEM SEU APARELHO, E PROCURE SABER SOBRE O SISTEMA FM DOS APARELHOS AUDITIOS DIGITAIS, ELES VÃO TE AJUDAR NESTAS QUESTÕES SOBRE TELEFONE E MUSICA, ALÉM DE FALA NO RUIDO E CONFORTO NO RUIDO, POIS ELE DIMINUI CONSIDERAVELMENTE PROBLEMAS DE DISTÂNCIA DA FONTE SONORA, RUIDO DE FUNDO E REVERBERAÇÃO. 😀 😀
    BEIJOS E ESTAREI SEMPRE ESPIANDO ,POIS ISSO ME AJUDA MUITO A ENTENDER MEUS PACIENTES, POIS VOCÊ TEM UMA VISÃO ESPECIAL SOBRE AUDIÇÃO. 😉

    • laklobato disse:

      Eu estou bem ciente disso, Giana. Esses comentários sobre expectativas excessivas, não são pra mim, são pros leitores, porque muita gente que lê o blog me indaga via email ou MSN a respeito dos ganhos e eu gosto de passar uma imagem realista.
      Quanto ao Sistema FM, estou bem informada a respeito, já que minha fono é expert em Implante Coclear. Mas, no momento, acho meio caro e não tenho sensibilidade auditiva suficiente pra compra-lo pra já. Certamente, irei adquirí-los mais pra frente, por conta do telefone.
      E venha sempre e não se sinta acanhada de perguntar nada. Não falo por TODOS os pacientes, mas posso te dar uma opinião boa, da gente do lado de cá hehehehe
      Beijão enorme.

  11. Que maravilha Lak, saber que dia após dia vc vem crescendo auditivamente, o caminho está certíssimo, não ter expectativas e ou ter que saber, deixar acontecer naturalmente é essa a palavra, naturalmente…
    Lindo seu relato, é isso que passo com meu Marcelo,na família está ansiosa em saber qdo e qdo??? e eu digo como vc, não importa o qto ou qdo, o que importa que ouve….
    Parabéns… 😀

    • laklobato disse:

      Acho que isso é comum de todo usuário do IC. As pessoas tem uma idéia bastante equivocada dessa tecnologia. É um aparelho como qualquer outro. De melhor alcance, mas ainda assim, não é como colocar uma coclea natural. Demora, precisa de adaptação, de esforço, de dedicação e, sobretudo, de tempo.
      A gente já lida com as próprias expectativas e, muitas vezes, se frustra. Portanto, não temos paciencia ou condição emocional de lidar com expectativa alheia.
      Beijinhos e sempre torcendo pelo Marcelo!

  12. SôRamires disse:

    Lembrei de uma história do ritmo cha-cha-cha que teria sido chamado assim pelo barulho dos pés arrastando no chão…pensei será verdade? Outro barulhinho importante na vida das pessoas.
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Cha-cha-ch%C3%A1_(m%C3%BAsica)

  13. Jairo Marques disse:

    Sabe que, na minha perna esquerna, não tenho nenhum tipo de movimento, zeeero, mesmo… e dá uma agonia pq na direita eu consigo mexer um pouquinho os dedos dos pés ahahahha…. fico pensando que, pra vc, este momento, é um ‘mexer dos dedinhos do pé direito’… e consigo, de verdade, entender o sabor…. um beijão proce!

  14. Marília Sunshine disse:

    Parabéns Lak!! Ótima notícia, 95% é muita coisa!!! 😀
    Achei interessante vc dizer que não ‘precisa’ da audição mais, que agora está ouvindo por prazer… grande lição para nós que não temos ‘dificuldade’ nenhuma! 😮 Obrigada!!
    Beijos!! Ótima semana!! 😉

    • laklobato disse:

      Olha, no caso, é que eu não dependo muito dela pra nada, pq consigo me virar bem sem. Mas claro que gosto de ouvir e poder fazê-lo ajuda num monte de coisas, mas tipo, não preciso ficar nervosa dependendo que o IC seja 100% de sucesso pra poder fazer algo, tipo faculdade ou aprender outro idioma. Tudo o que eu queria fazer na vida, sempre dei um jeito de fazer. Portanto, o sucesso do IC será apenas e tão somente para a minha satisfação pessoal!
      Beijos

  15. Paty disse:

    Lak, pode não parecer, mas eu tô muito contente com o resultado do teste. Eu sei o quão díficil é mudar um padrão (hábito) cerebral (quanto a mim, não só com relação à minha marcha, mas também quanto à minha coordenação das mãos e até da fala). Quando eu ando, por exemplo, o meu padrão é “torto”, sendo que quando eu fico realmente reta, eu me sinto torta, e eu luto pra mudar isso… Esse seu progresso pode parecer pequeno, mas é enorme! E é uma “ponte” p/ outros progressos. Já disse, mas repito: tô muito contente. De coração! Um beijão e um ótimo fim de semana pra ti!