A História de Leonan – Implantado Bilateral

Compartilhando mais uma história fantástica de criança implantada, contada pelas palavras da orgulhosa mamãe. No caso, o Leonan é um caso de implante levemente tardio, mas com excelente resultado. Vale a pena conferir o relato da mamãe Lina.

Meu nome é Lina Nardes, sou mãe do Leonan, nascido com surdez neurosensorial profunda bilateral. Hoje, ouvinte graças ao implante coclear.
Quando a Lak me fez o convite para contar um pouco da historia do Leo, falei a ela que seria uma historia longa… rsrs
Mas ai, vi que eu não queria contar a historia ‘triste”dele, porque toda essa parte de obstáculos, de tristezas e láagrimas já ficaram para trás, foram superados!

Então para resumir e vocês entenderem, o Leo veio pra nós depois de 18 anos do nascimento da minha primeira filha (essa ouvinte). Para nossa surpresa ele nasceu com a fenda palatina (céu da boca aberto) e devido a isso e outros problemas que surgiram, ele não conseguiu se alimentar via oral e teve que usar sonda gastrica (direto no estomago) até um ano de idade.Foram dias difíceis, de luta, de lágrimas, mas meu guerreiro venceu e superou isso e todos outros obstáculos que vieram depois. Com 4 anos e 11 meses, já fez  6 cirurgias e tem 11 cicatrizes.

Então, a surdez do Leo veio pra mim de uma forma bem tranquila, não me desesperei, não entrei em depressão, não perdi o chão. Não que eu não tenha ficado triste, mas acho que já tinha passado coisas bem piores com ele, que a surdez se tornou a coisa mais leve que tinha nos acontecido…rsrs

Desconfiei da surdez do Leo quando ele tinha uns 40 dias de vida, mas só pude confirmar com 1 anos e 5 meses, mas mesmo com o exame não pudemos saber se a perda auditiva era neurossensorial ou de condução(por causa da fenda podia ser entupido por secreção).
Ele só fez a cirurgia de correção da fenda com 1 ano e 10 meses,e aproveitaram e colocaram um tubo de ventilação nos ouvidos dele para ver se secava a secreção existente.
Ele ficou com os tubos por 6 meses,ai foi feito outro BERA,e ficou confirmado a surdez neurossensorial…

Ele foi encaminhado para usar o AASI, tinha que usar pelo menos 6 meses,e com isso Leo já estava com 2 anos e 5 meses e nenhum ganho com os AASIs. Assim entramos na fila do IC do Centrinho de Bauru.

Nesse período de espera, conheci uma mãe (não me lembro se já foi no grupo de  Mães do Implante Coclear),  Beatriz Moura, que também é mãe um menino surdo, que havia implantado a pouco mais de 2 meses. Durante a conversa, ela me falou que havia feito o IC pela Unimed, e que se eu tivesse o plano que eu fosse atrás que tinha chance de conseguir.
No outro dia mesmo já juntei os exames que comprovavam a surdez do Leonan, o relatório da fono que já acompanhava ele desde de bebê e levei na Ouvidoria da Unimed.

Dois dias depois me ligaram me avisando que a cirurgia tinha sido aprovada ,mas que eles não tinham medico especializado nessa área,então lá fui eu baixar uma lista de médicos de São Paulo que faziam a cirurgia.

Fui ligando por sequência da lista e, no terceiro contato encontrei o Dr Arthur Castilho, que solicitou uma avaliação com o Leonan para saber se ele era mesmo candidato ao IC. Avalição feita e exames prontos, e Leonan com 3 anos de idade, partimos para a cirurgia.
Assim no dia 05/01/13 Leonan recebeu os ICs bilateral, e no dia 28/01/13, ele passou a fazer parte do mundo do sons…

Hoje, após 1 ano e 11 meses de implante, estamos vivendo o melhor do IC. Leonan vem tendo uma resposta maravilhosa mesmo tendo feito o IC já aos 3 anos de idade. Ele tem uma compreensão maravilhosa, sua audição está a 25dB, lê, escreve e reconhece todas as letras, escreve o nome dele, o meu e a do pai, e qualquer palavra que soletramos a ele. Conta até 40, reconhece cores e sabe o nomes delas, sabe formas e o nome das formas…
E sua lista de palavras está ENORME, começou a formar frases e esta tentado estabelecer dialogo com a gente…
Fico maravilhada com cada descoberta dele, com cada palavra nova,com cada frase formada,com cada som reconhecido…

Sei que isso é só o inicio de uma longa luta ,e que essas serão muitas, mas o mais importante já aconteceu,  ele esta ouvindo e usufruindo de todo esse universo barulhento que vivemos…

Uma vez, fui questionada o porque da nossa escolha pelo IC, e a minha resposta foi que  “O DIA QUE ESSA PESSOA QUE ME FEZ ESSA PERGUNTA VISSE O LEONAN DANÇANDO AO SOM DO BEE GEES,ENTENDERIA IMEDIATAMENTE A MINHA ESCOLHA”

Porque toda vez que escuto um MAMÃE EU TI AMO, a paz toma conta do meu coração e sei que fiz a escolha certa…

E que venham muito e muitos sons pro meu CYBORGUINHO.

Que essa abençoada tecnologia possa levá-lo rumo ao que ele quiser e escolher , porque sei que será possível!

Beijinhos sonoros,

Lak

4 palpites

  1. Lindo !! Como nao se emocionar ?!

  2. Mariana Siqueira disse:

    Que história emocionante! Só sentindo na pele para entender porque escolhemos ouvir… Leonan, você vai longe!!! 😉
    Parabéns, mamãe e papai de Leonan!

    P.s.: acho que acontece com todo mundo, não devo ser a única… Mas acho engraçado quando a gente lê uma história linda como essa, a gente sempre imagina o futuro dos pequenos ciborguinhos, né? :)))

  3. Claudia Souza disse:

    😥 🙂 Fiquei emocionada com essa história, e feliz pelo Leonan! Fiquei imaginando a dança ao som dos Bee Gees (que adoro!), rs Semana passada ouvi grilos pela primeira vez na minha vida, adorei aquele som “chatinho”, rsrs Que venham muitos deslumbramentos sonoros para Leonan! 😉 😀