O depois da cirurgia de implante coclear

Na véspera da cirurgia, contrariando todas as minhas expectativas, eu estava calma. Tão calma, que fiz a mala pra ir pro hospital e dormi.

Acordei cedo, pra lavar o cabelo, porque não sabia quanto tempo ficaria impossibilitada de lavá-lo (3 dias). Arrumei-me, entrei um pouco na internet e chamei o Edu. Seria um dia típico como qualquer outro, não fosse que aquele dia seria o dia de partir em busca da realização de um sonho.

Edu acordou e se arrumou. Ao contrário de mim, ele estava ansioso e nervoso. Saímos 1h antes do horário agendado para internação. Chegando no Hospital das Clínicas, ironia do destino, o estacionamento tinha acabado de ser fechado, visto que estava lotado. Edu tentou convencer o guardinha a quebrar o nosso galho. Ele disse que não, que não tinha mais lugar. E eu, por um impulso que adormeceu toda e qualquer timidez a da minha parte, pedi: Olha, eu tenho que estar lá em cima em 10 minutos, pra ser internada, que serei operada ainda hoje. O guarda mudou de expressão facial e disse: Tudo bem, vocês entram.

Chegamos no horário combinado: 11hs. Assinamos a papelada, minha mãe chegou nesse meio tempo e, 10 minutos depois, já estávamos no quarto, onde recebi orientação de vestir aquela camisolinha chiquérrima hospitalar. Mediram minha pressão e temperatura. Fizeram trocentas perguntas e disseram que provavelmente a cirurgia seria no horario, embora pudesse adiantar ou atrasar.

Todo mundo estava nervoso no quarto, menos eu, que parecia ter tomado um ansiolítico, de tão calma e com tanto sono que eu já sentia. Eu tinha pedido pro anestesista um sedativo pré-operatório, mas na hora, achei que preferia ir acordada pro centro cirúrgico.

Saí do quarto com os quatro (minha mãe, irmã, Edu e Miriam, uma amiga) em lágrimas, mas consegui segurar o choro, porque tinha medo que a enfermeira achasse que era nervosismo e quisesse me dopar.

Fiquei algum tempo deitada numa maca, num corredor típico de filmes de hospital: estreito, teto alto cheio de lâmpadas fluorescentes. Veio uma enfermeira e me colocou uma touca de cabelo e um par de meias. Esperei cerca de 15 minutos, vendo passar dezenas de pessoas. Uma coisa que notei foi que bebês saem do centro cirurgico no colo da mãe, que na maioria das vezes, parecem buscar nos olhos das pessoas que encontram pelo caminho um olhar de apoio e compreensão. Lembrei da Alessia nessa hora, da mãe dela falando que a dor de ver um filho mal é pior do que a dor que sentimos em nós mesmos.

Enfim, finalmente, fui levada à sala de cirurgia. Um estudante falando no celular orientou a enfermeira acerca do que ela deveria fazer comigo. Entramos, troquei de maca, fui ligada a monitores cardíacos. A anestesista chegou e, espertamente, perguntou se eu sabia ler os lábios. Respondi que sim. Ela perguntou se eu já tinha sido sedada. Respondi que não e ela me perguntou por que. Respondi que estava calma o suficiente pra vir acordada. Ela sorriu. Perguntou da minha surdez, qual a causa, com que idade, se eu tinha inflamação no ouvido com frequencia. Em seguida, disse que eu sentiria uma picadinha no dorso da mão, já explicando que iria me dar “um remedinho que daria sono”. Logo depois, falaram que ia me colocar uma máscara de oxigênio e…

Eu acordei sendo estapeada no ombro. Antes de abrir os olhos, pensei: “Ah, Eduardo, me deixa dormir.” Abri os olhos e dei de cara com um japonês me falando: Sua cirurgia já acabou, foi um sucesso, logo você estará no quarto. Perguntei que horas eram, ele respondeu: 19h. Levei um susto, porque a previsão era sair do centro cirurgico às 18h. Tentaram conversar comigo, mas eu me sentia tonta e enjoada.

Uma hora depois, me levaram pro quarto. Bateram na porta e minha mãe saiu saltitante na minha direção. Perguntei: Estou muito inchada? Ela respondeu: Não, você está com uma cara ótima.

O resto da noite foi assim, um entra e sai de enfermeiros do quarto. Eu pedi trocentas vezes para ir ao banheiro, mas não me deixavam levantar, porque eu não tinha comido. E mesmo quando eu tentava, nada parava no meu estômago. Minha mãe conseguiu dormir. Edu passou a noite acordado do meu lado, tomando conta para que qualquer coisa que eu pedisse fosse prontamente atendido.

Na manhã seguinte, a médica veio e trocou o curativo. Disse que precisava ficar só mais um dia com ele. Depois, pediu um Raio-X da cabeça e disse que eu teria alta a tarde.

Fiquei meio triste de saber que só conseguiram inserir 18 eletrodos na minha coclea (por ser muito curta) mas a médica me acalmou dizendo que 18 eletrodos fariam a mesma coisa que 22 (que é o número ideal) e que isso de forma alguma iria me atrapalhar de ouvir o que quer que fosse.

Perguntei da tontura que eu sentia. Ela fez uma cara de reprovação meio disfarçada. Explicou que “algumas pessoas perdem líquido da coclea e demora um pouco pra refazer. O normal dessa tontura é durar entre 48 e 72hs”.

Recebi alta 24hs depois de ter entrado no hospital e vim pra casa, onde tinha milhares de recadinhos no blog, no orkut, no MSN dos amigos preocupados. Foi maravilhoso saber que tinha tanta gente preocupada e pensando em mim, numa hora tão importante da minha vida.

Quando eu estava no corredor do centro cirurgico, esperando ser levada pra a sala de cirurgia, me ocorreu que foram 23 anos de silêncio que finalmente dariam espaço para os sons retornarem à minha vida. Nem nervosismo nem tristeza, o que eu senti foi somente uma sensação de realização, de pensar: Para quem acredita, tudo é possível!

Beijinhos

Lak

93 palpites

  1. Kali disse:

    Muito bom acordar em uma sexta feira chuvosa, com uma reunião muuuuito importante no trabalho logo cedo, e poder ler a sua perspectiva da cirurgia!!!! Não pude estar aí fisicamente pq ainda não consigo me teletransportar 500 e poucos quilômetros (que inveja do pessoal do star trek!!!). Mas fiquei aqui, torcendo, ansiosa, agitada! Sempre com a certeza de que ia acontecer tudo direitinho! Quanto aos eletrodos, eu já disse que acho que, do jeito que sei organismo reage, se colocassem 22 vocês se tornaria uma mulher com ouvido supersônico e ia ter que colocar uma capinha e virar super heroína! 😛 😈
    Amo você! Muito!

  2. Ana Paula disse:

    Ontem eu negligenciei a net, e hoje me deparo com vc já escrevendo no blog.
    É maravilhoso saber que tudo correu dentro do esperado! Também nem tinha como dar algo errado, porque afinal quem tem nome de deusa indiana está bem protegida. 😉

    Quero saber tudo depois!

    Mil bjs pra vc, pro Edu e pra sua mamis. E viva intensamente essa nova fase de sua vida!

  3. Re Resende disse:

    Parabens.. Td de bom com seus novos ouvidos!!
    Que agora vc ouça de td e mais um poukoo..
    Boa sorte na recuperação.. Bjinhus.. e Bom fds!
    Fica com os anjinhos.. Que Deus te abençõe.

  4. Ana Paula disse:

    Fui a primeira a dar o palpite. huahuahuahua! 😎

  5. fabiana disse:

    Lakinha q bom q a cirurgia foi bem e vc está em casa. Pensei em vc sim e orei pra q fosse um sucesso. Hj é o dia da ativação da Alessia. Vamos torcer por ela. Continue nos informando sobre sua recuperação e obrigada por relatar os detalhes. Falta pouco pra voltar a ouvir os sons e conhecer outros. Bjsssssss 😛 😀

  6. SôRamires disse:

    Que gostoso ler você, saber que tão rápido você está recuperada e pronta para o que vem por ai. Beethoven me disse que faz questão que você ouça alguma coisinha de autoria dele…Beijos a toda sua família, Edu e pessoas mais próximas. Estamos todos muitos felizes.

  7. Jairo Marques disse:

    Tô à flor da pele de tanta emoção… sou um cara super durão, mas parece que vc representa um pouco de cada um de nós que quer uma vida melhor. Enfim… estamos todos contigo… beijos

  8. Maíra disse:

    Sabe Lak, estou muito feliz por você! E que emocionante tua descrição do 1º dia pós-implante!! Curta cada dia, mesmo que ainda tenha que esperar por um mês pra ativar, pois cada dia vai ser uma novidade, vc vai criando uma expectativa… 🙂
    Estou FELIZASSSSSSSA por você! 🙂
    Maíra

  9. Lu disse:

    Eeeee!!! Eu tinha que estar estudando pra prova do francês, mas precisava entrar aqui só pra ver se vc tinha dado notícias…..
    E olha que boa surpresa! Deu! E ótimas notícias!!! Fiquei super feliz que deu tudo certo!! E vai continuar dando!! 😀
    Parabéns meeeeesmo pela conquista!!!
    Beijinhos!!!

  10. Zuleid Mattar disse:

    Socesso total heimm! Se sem os 18 eletrodos você faz com que nós todos fiquemos ligados ao seu blog e às sua novidades, imagine com mais esse Upgrade!
    Beijos!

  11. Zuleid Mattar disse:

    Opss! A emoção foi tanta que escrevi “sOcesso”! kkkkk
    Mais sucesso ainda!
    Beijos

  12. Uouooooo, listen to the music! E tudo mais que vier de bom!
    Ando quietinho por aqui, mas não ausente!
    Você merece não só as conquistas; merece muito mais!
    Sucessão, beijo enorme e agora não tem mais desculpa – ou vai ter (pelo menos, quem sabe, mudar o nome do blog? ;-P)??? 😎

  13. E que video é essa da mocinha com o violino? 😯
    Não é filme, não?

  14. Que tal:
    desculpanaoouvisooucooquequeroedaivaiencarar.laklobato.com?
    rs

  15. Ou
    zoreiasapartehaumacabecaetanto.laklobato.com
    rsrsrsr

  16. Luiza disse:

    Ai, que alegria e quanta expectativas (minhas) o motivo vc sabe qual!
    Parabens! Menina.

    Beijo.

  17. Isa Grou disse:

    Parabéns Lak!!!
    Que coisa boa que td correu bem!! Eu tinha certeza, pois energia é energia, e você esteve, está e estará o tempo todo sendo “regada” por energias positivas e amorosas, por todas as pessoas que te amam!!! Me incluo junto também tá!!!!
    Vc está certinha em pensar……”Uma coisa de cada vez”…….. logo vc estará recuperada…

    Beijos.

  18. Rogério disse:

    Como sou um otimista incorrigível, ontem passei aqui trocentas vezes tentando obter notícias, como se você tivesse só ido ali na esquina buscar um band-aid. Não considerei tempo de cirurgia, internação, recuperação e boa vontade da equipe médica para dar alta. Mas tá valendo. Tudo correu conforme o desejado e esperado, e agora é apenas uma questão de (pouco) tempo. Digna de registro sua serenidade naqueles momentos que antecederam um procedimento tão importante. Estou aqui, inchadaço de felicidade por você.

  19. Aline disse:

    Oi Lak!!! Fiquei feliz de ler seu recado no orkut e muito comovida de ler o post aqui no blog.
    Eu voei no tempo e me lembrei de como foi doloroso entregar o Bê com 2 aninhos, que chorava muiiito, para a enfermeira. De como ele se agarrava a minha blusa e eu super “forte” dizia: mamãe está aqui. Tô te esperando aqui. Quando ele entrou eu me abaixei neste mesmo corredor e deixei minhas lágrimas rolarem, mas só por alguns minutos, pois tinha que voltar a ser forte e lembrar que daria tudo certo. E realmente deu. Depois foi a felicidade de vê-lo voltar ao quarto, eu não tive coragem de buscá-lo no centro cirúrgico, deixei que minha mãe fosse, que alegria quando ele me olhou …….
    Estou feliz hoje ais uma vez, dessa vez por vc.

    Bjs

  20. Teresa disse:

    Nossa como vc voltou rápido, que maravilha, Boa recuperação ,fique com Deus…
    Deus te abençoe!!!
    Realmente concordo com vc, tudo é possível para quem acredita…
    Mil beijinhos!!!

  21. Leila disse:

    Estou sem acesso ao computador por falta de tempo (mil coisinhas a fazer, depois te conto), fiquei ansiosa pra saber de vc, corri pro computer e aqui está vc!
    Querida Lakinha, saiba que no fundo do coração fiquei e estou MUITOOO feliz por vc.
    A viagem continua e espero que vc realize seus sonhos, juntamente ao lado daqueles que te amam (o Edu e sua mãe e todo mundo)…

    Ah, os 18 elétrodos. Não esquenta com isso não, eu tenho 18 elétrodos e consigo ouvir até estrelas (rs). Esquenta mesmo não!!! Ouço até palavrão, coisa feia que nunca tinha ouvido qdo criança e nem tinha memória pra essas palavras não hehehe…

    Firme aí!!!

    Beijão.

  22. Bia disse:

    Ei moça, que bom que está de volta e contando a história toda né?
    Fico muito feliz pro você, agora é só dar tempo ao tempo.
    Gosto muitão de tu visse??

    Beijão! 😉

  23. Sun Melody disse:

    Oh LAK!!!

    Que sucesso menina! O pior já passou, e deu tudo certo, agora que venha a activação e a sua vida nunca mais será a mesma pois o mundo irá se tornar bastante barulhento!

    Descanse bastante, aprecia a sua Arte Finalista, cative esses dias de felicidade.

    Agora vou espreitar o Blog da pequena Alessia que tanto torci por você Lak e pela pequena princesa!

    Corações a mil!!!
    Sun
    😀

  24. Tá ligado o microfone? Conecta o Skype! Brincadeirinha. Só falarei contigo por Skype… camera, mic e tudo.. Quero te ver!
    Beijinhos 😀 Quero um sapinho com beijihoooosss!

  25. renata disse:

    Puxa moça, nem precisa responder minha pergunta no orkut, afinal tirando um pouco da labirintite, como vc disse, vc parece ótima. muito sucesso, muita coisa boa nessa nova fase da sua vida. beijos com meu carinho e admiração.

  26. GG disse:

    Ei Lak! Acho que nunca tinha comentado aqui (só leio, pelo feed, até por isso eu não sabia a cor do blog aquela vez 😛 ) mas dessa vez não vai passar.
    Que dê tudo certo na sua recuperação, abraços!
    No aguardo de mais e mais novidades =)

  27. Simone disse:

    😯 brrr…você fez a cirurgia! Graças a Deus, está tudo bem! Ufa! Lak, eu fico contente por ti e quero lhe desejar MUITÃO sucesso nesta nova fase da sua vida, que Deus abençoe cada experiência pela qual vai passar, eu creio em que você pretende contar cada experiência aqui no seu blog! Xi, eu não gostaria de que acabem com este blog “Desculpe, não ouvi!”, já que fez tal cirurgia, vai ouvir logo, eu tenho a impressão (?) de que você vai querer mudar do nome do blog! “Desculpe, ouvi!” 😀
    Milhões de beijos de sua admiradora!
    Simone.

  28. Simone disse:

    Lak, não é questão de abandonar o blog, mas sim estou falando das pessoas que falam em sugerir a mudança do nome do blog – ou seja – acabar com o blog! Entendeu? Eu repito: eu não gostaria de que acabem com o blog!! Já que acabou de falar que não pretende mudar, pois é muito conhecido, né? Haja muita gente incentivada a ler o seu blog!!! 😉
    Outros milhões de beijos!
    Simone.

  29. Bruna disse:

    Nossa, acabei de ler o post com os olhos cheinhos d’água. Realmente, tudo é possível para quem acredita.
    Bjs

  30. Julia disse:

    Eh isso ai!!!! Mais uma vez, vc foi, encarou e fez! Agora so falta encarar a tatuagem!
    beijao
    Julia

  31. SôRamires disse:

    Agora o máximo que você vai poder dizer é: desculpe, acabou a pilha!
    Eu vivo dizendo isso quando minha pilha termina no meio de uma conversa! Ou quando a transpiração chega a molhar as pilhas e estas falham! Por isso no verão meus aparelhos usam camisinhas….

  32. Juca disse:

    🙂

    gozado… lembrei do dia que me dei conta que vc “talvez não escutasse”… o idiota aqui nunca imaginou que poderia – não sabendo Libras – se comunicar perfeitamente com uma pessoa surda… não, pior que isso: o + idiota aqui – talvez por aversão a msn – nunca imaginou que uma pessoa surda pudesse se comunicar tão perfeitamente!… uma vez escrevi na ANDSC que gosto de verdade de me deparar com meus preconeceitos… queria aproveitar pra te agradecer, Lak… se não fosse vc talvez hj eu não fosse um pouco menos idiota!… valeu! (e agora sim vai ter que segurar a ansiedade até a ativação, né… rs… e daqui a pouco vai ter que pensar mesmo noutro propósito pro blog!… aceita sugestões? 😛 )

    • laklobato disse:

      hehehe no momento, só quero que o mundo pare de girar, pq me sinto a Lusitana: o mundo gira e a Lakinha roda.
      Mais pra frente, penso na ativação…
      Mas sempre vou depender do implante pra ouvir, então sempre serei parcialmente surda, logo, o blog vai continuar sendo esse mesmo hehehe
      Beijos

  33. Beto disse:

    Novos sons, novos tons, novas notas em várias escalas. Novos ruídos, zunidos e estampidos, ecoando, ressoando, vibrando, em uma nova pauta.
    Uma nova música, uma nova melodia, (re)começa agora cheia de (re)descobertas. Aproveite o show!
    Felicidades (a vc e a todos que te amam)

  34. Alex disse:

    Legal que a cirurgia foi um sucesso, agora é relaxar, seguir a vida e esperar pra ver o que acontece.

  35. April disse:

    Ufa, passou, agora é só alegria!
    bjs 🙂

  36. Sônia disse:

    Oi LaK! Sou a mãe da Bruna, a que fez ela meio estragadinha.. heheheh. Acompanho teu blog, pois amiga das minhas filhas são minhas amigas tb. Fiquei orando e torcendo para que tudo desse certo na tua cirurgia e fiquei feliz em ler os resultados. Tenha calma e paciência para esperar, ver e sentir os resultados finais e que não aparecem de imediato. Mas olha, se não conseguires ouvir todos os sons, que acredito que ouvirás, tenha certeza que sempre ouvistes o som mais importante… o som do coração… para mtos com audição perfeita, ainda são surdos… bjs no coração e de coração…

    • laklobato disse:

      Sônia, querida, a Bruna não tem defeitos, ela apenas tem uma forma particular de viver a vida, assim como eu, porque afinal de contas, seria muito chato se todas as pessoas fossem iguais. Ela é linda, maravilhosa e fala da EM com um talento nato pra explicar sobre algo difícil sem cair no coitadismo. E isso, com certeza, ela herdou de você.
      Grande beijo e obrigada pela torcida.

  37. Maryah disse:

    Olá Lak, fiquei muito emocionada ao ler seu post do dia de sua cirúrgia, parece que estou lendo um livro esperando os próximos capítulos…

    Pense nisto dará um belo livro heim!!! Estou muito feliz por vc, muita paz neste período de recuperação.

    Abraços!!

  38. Leila disse:

    hehehe… somos sócias e gêmeas de elétrodos… O que te disseram que 18 elétrodos é praticamente a mesma coisa que 22 creio que é verdade. Conheço gente com 16, 17 elétrodos que até falam ao telefone. Claro, tudo é questão de esforço, treinamento e vontade de ir em frente. Tudo depende de nós, né? Sabemos disso qdo ficamos surda e vencemos cada barreira. E sei que vc vencerá cada pedacinho, cada rumo!!! te acompanharei nessa jornada, viu??

    Ti amu de montão.

  39. Que bom Lak, o pior já passou! Estou muito feliz que tudo tenha corrido tão bem. Ah, mas você ainda está nos devendo uma fotinho com o turbante!!!
    Abs
    Erika

  40. elaine disse:

    ampliar os horizontes, ousar, sentir a liberdade por inteiro…Isso é vc Lak do meu
    coração, que me surpreende por inteiro e me leva de carona nessa sua evolução.
    Quem seria eu se não tivesse vc, provavelmente não passaria de um reles mortal, pode ter certeza vc me faz sentir um ser mais feliz, com mais harmonia!
    Sabe mocinha, quando vejo sua coragem, seu aceitar a vida como um desafio
    e, encará-la de frente descubro mais uma vez a pessoa luminosa que vc é, sem duvida
    uma verdadeira representante de Deva Lakshmi, que acredito tb sem duvida lhe envolverá de energia nesse processo de resgate ao universo dos sons!!!, pq como alguém já disse aqui no blog anteriormente, o mais importante vc faz que é ouvir os sons do coração e novos sons da vida estarão sendo retomados. teamoteamoteamoteamoteamoteamoteamoteamoteamoteamo muitos beijinhos nesse coração.

  41. Miriam disse:

    Eu geralmente leio tudo e raramente comento.
    Mas nada se compara à sensação de alegria, satisfação e pânico ao ver minha amiga indo realizar o seu sonho.
    Miriam

  42. carolsv disse:

    como aguardei esse post, tudo lindo! fiquei até emocionada hehe, ei lak, vc merece.. dps me conta como q é escutar uma música … se bem q acho q nao há explicações.. mas tudo é possivel p quem acredita, como vc bem disse lak! 😳

  43. Lívia disse:

    Oi Lak!

    Enfim… seu dia aconteceu… como o meu dia veio um pouquinho antes…. Com exceção da sua calma – eu estava super nervosa – aconteceu tudo igualzinho comigo. É uma experiencia única no coração e as sensações são multiplas… medo, alegria, perdas, vitorias, esperanças, expectativas… algo q se foi e algo novo q entra em nossas vidas… demos espaço para esse NOVO entrar com força total e agora estamos à espera da ativação… à espera do futuro no qual escolhemos passar o restante de nossas vidas!
    Grande Beijo, garota! E boa sorte para nós!!!

    😀

  44. Isaac Elias disse:

    Oi Lak parabéns, estamos todos muito felizes que tudo tenha corrido bem. Continuamos torcendo por vc.
    ABraços de todos nós.
    Elias, Angela, Lucas, Carolina, Ana Luiza e Marilia

  45. Olivia disse:

    Foi muito emocionante pra mim de ler esta entrada. Identifiquei-me. Agora começa uma nova aventura descobrindo os sons com o implante. Parabéns. e beijocas

  46. Elizabeth Villeraze disse:

    Parabéns Lak. Vai ser maravilhoso poder acompanhar sua redescoberta dos sons.

  47. Adriana disse:

    Com muito atraso, Lak, cá estou pra deixar o meu recado e admirada com sua capacidade de se manter calma num momento tão especial! Tenho cá pra mim que sua serenidade advém da sua força. Fico feliz de partilhar com você essa emoção. Vou colocando, aos poucos, minha leitura em dia! Beijo grande.

  48. suelina disse:

    Parabéns pelo seu blog. só dei uma olhada por cima q. já é tarde mas adorei vou ler tudo , linnnnnnnndo. amei.

%d blogueiros gostam disto: